(67) 99826-0686
Camara Maio

Moradores denunciam abandono do centro comunitário no Belo Horizonte

Denúncia da comunidade

29 JAN 2014
Aline Oliveira
19h00min
Fotos: Denilson Pinto

 

Moradores do bairro Belo Horizonte, localizado na região urbana do Lagoa (próximo ao Taveiropólis) denunciaram à redação do Top Mídia News a situação de abandono do centro comunitário do local e que o responsável seria o presidente da associação de moradores, Walter Massulo.

 

Quem passa pelo local pode comprovar a situação de abandono e destruição, sem contar o acúmulo de lixo e o mato que cresce e propicia abrigo para animais peçonhentos, mosquito da dengue e esconderijo para marginais usarem drogas ou tocaiarem populares para prática de assaltos.

 

Segundo o morador  Jonathan de Arruda Jara, a situação piorou após a última eleição realizada na associação de moradores, na qual foi procurado por dois homens, que segundo ele faziam parte do grupo do atual presidente.

 

"Eu ia montar uma chapa para concorrer a presidência, porém, eles nos chamaram para conversar e decidimos montar chapa única, com o Massulo como presidente e eu como vice. O resultado é que a chapa venceu, é claro. No dia da posse cheguei ao evento e constatei que meu nome, bem como de outros membros da chapa foram retirados do documento oficial, sem qualquer satisfação", alegou Jara.

 

O líder comunitário contou ainda que a primeira ação do novo presidente foi iniciar a demolição do prédio e retirar todas as telhas. "Fiquei indignado e utilizei as últimas quatro telhas para fechar a porta do prédio abandonado que estava servindo de esconderijo para malandros e usuários da região. Quando foi um dia, um homem chegou ao local e retirou as telhas que sobraram, fui questioná-lo e ele me afirmou: comprei do Massulo", denunciou.

 

Jara lamenta a situação na qual ficou o centro e conta alguns dos planos que tinha concebido junto com outros moradores. "Morei a vida inteira aqui, tenho uma lanchonete no bairro e queríamos montar no prédio um projeto social para crianças e estabelecer a sede do bloco carnavalesco do bairro. Agora é do jeito que vocês estão vendo, só mato, sujeira e abandono", finalizou.

 

Até o fechamento da matéria não conseguimos entrar em contato com o senhor Walter Massulo, para que o mesmo se defendesse ou rebatesse as denúncias do morador.

 

Colaboração: Denilson Pinto

Fotos: Denilson Pinto
Fotos: Denilson Pinto
Fotos: Denilson Pinto

Veja também