TCE MAIO
(67) 99826-0686

Chuva forte neste sábado leva parte da barragem do córrego Prosa em cruzamento movimentado de Campo

Desmoronamento

25 JAN 2014
Carlos Guessy
15h00min
Foto: Geovanni Gomes

A forte chuva que começou por volta das 7h30 deste sábado (25), na Capital, já deixa rastros de destruição em Campo Grande.  A reconstrução da barragem do córrego Prosa, na avenida Fernando Corrêa da Costa, na região central do bairro Itanhangá Park, foi levada pela correnteza das águas e parte da pista ruiu.

O risco de desabamento no cruzamento fez com que a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), interditassem a pista da esquerda, no sentido bairro-centro.



O cruzamento começou a passar por obras no último sábado (18), com objetivo de construir a estrutura metálica conhecida como gabião, usada para conter esse tipo de erosão.

 

Segundo o sistema de monitoramento da Prefeitura, a região do córrego Prosa registrou cerca de  44,7 milímetros depois de 1 hora de chuva.

A dona de casa Ana Claúdia Piva, foi uma das entrevistadas no último domingo (19), quando a reportagem estava no local para registrar o andamento das obras. "Eu sabia que iria desmoronar se chovesse forte novamente. Dito e feito, com água não se brinca. É dinheiro jogado fora, meu, seu, do povo", ressaltou Ana Claúdia.

A chuva cessou próximo ao horário de almoço do campograndense, ao meio dia. Mesmo assim, em vários pontos da Capital os alagamentos  foram registrados. Na região central, alguns sinaleiros saíram do ar e estão em alerta.

De acordo com o Corpo de Bombeiros , até a conclusão dessa matéria, eles não foram  acionados para ocorrências do tipo de socorro de moradores ou motoristas alagados.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), foi registrado cerca de 10,6mm de chuva  na região central e com essa pancada de hoje, cerca de 10 centímetros da pista foram levados do cruzamento no bairro Itanhangá Park.



"Eles tem que arrumar isso com urgência. Tá certo que está chovendo todos os dias praticamente, mas de madrugada as vezes não e seria uma opção. Enquanto isso não desmoronar de vez, ou engolir carros e fazer vítimas, o governo não vai tomar uma providência mais drástica", desabafou o comerciante Flávio de Andrada.

Na região sul de Campo Grande uma das principais avenidas na região, a Guaicurus, trouxe transtornos para os motoristas. A pista no sentido centro bairro ficou alagada e os motoristas não conseguiram seguir tanto para o centrou ou bairro.

Alguns motoristas invadiram o canteiro e seguiam pela contramão para desviar do alagamento. A situação ficou mais complicada para os motociclistas. Muitos desistiram de seguir a diante depois de quase serem arrastados pelas águas.

A situação agora no momento (15h) é tranquila nesses pontos, toda a água foi escoada e nem um ponto da Capital foi comprometida quanto o cruzamento da avenida Fernando Corrêa da Costa com a rua José Antônio.

Procurado para dar esclarecimentos sobre o desmoronamento da barragem, o secretário municipal de Obras, Semy Ferraz não atendeu os telefonemas.

Veja também