Menu
sexta, 04 de dezembro de 2020
Cidades

Clima ameno desta manhã aumenta movimentação nos cemitérios da Capital

Finados

02 novembro 2013 - 09h12Por Redação

Apesar da chuva amena logo no começo da manhã, os cemitérios de Campo Grande começam a registrar a movimentação típica da data. O clima agradável contribuiu para que a população não enfrente o calor seco típico do Dia de Finados dos anos anteriores. Vendedores ambulares começaram a trabalhar neste sábado desde às 6h.

No Cemitério Santo Antônio, localizado no entroncamento da Salgado Filho com a Avenida Eduardo Elias Zahran, o mais antigo cemitério municipal da cidade, o comércio já está a todo o vapor. Entre os itens vendidos, estão os crisântemos naturais, vasos com flores artificiais, velas, além de alimentos, como salgados prontos.

Renda extra - Uma das responsáveis pela barraca de flores naturais, Vanda trabalha há cerca de 20 anos vendendo flores nos cemitérios da cidade. Este ano, ela levou as duas filhas e o genro, Michel para ajudar no orçamento do mês. "Nós compramos flores para revender apenas no Dia de Finados. Dá para levantar uma graninha boa", diz o rapaz animado.


A Agetran está no momento fiscalizando o trânsito no entorno dos cemitérios e a Polícia Militar faz a guarda para garantir a tranquilidade das pessoas que prestam homenagens aos mortos neste feriado.

 

Leia Também

Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Geral
Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Interior
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Geral
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás
Cidade Morena
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás