(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Com 4 meses de salário atrasado, greve de servidores municipais entra no 8º dia em Rio Negro

Sindicato busca agora apoio da Câmara Municipal da cidade para receberam o pagamento

16 NOV 2016
Thiago de Souza
20h31min
Servidores municipais mantêm greve por atraso nos salários Foto: Divulgação

A greve dos servidores públicos municipais de Rio Negro entrou, nesta quarta-feira (16), no seu oitavo dia e a reivindicação é o ajuste salarial da categoria, que hoje chega a quatro meses de atraso. A administração é do prefeito Gilson Romano (PMDB). 

Segundo a Presidente do SFPM-RN (Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais do Município de Rio Negro), Iraci Rodrigues Rezende, o problema é grave e se estende há muitos meses.

''Com a pressão o prefeito pagou dois meses de salários atrasados no dia 10, referentes aos meses de maio e junho. Nós continuamos o movimento de greve e estamos aqui em frente à prefeitura desde cedo. Daí montamos uma comissão para falar com o prefeito [Gilson Romano] nesta manhã e ele nos garantiu que fará o pagamento de mais uma folha de pagamento ainda hoje. Nós vamos continuar com o nosso movimento até receber todos os nossos salários atrasados”, pontuou.

Segundo Dilma Gomes, secretária Geral da CUT/MS, foi entregue ao prefeito uma carta de compromisso assinada por diversas entidades, que buscam estabelecer garantias e respeito ao serviço público.  

A direção do SFPM-RN, confirmou uma mobilização dos servidores públicos para a próxima terça-feira (22), em período de sessão da Câmara Municipal, onde os servidores buscarão apoio dos vereadores do município. 

O sindicato alerta que mantém a greve até receberem todos os salários atrasados e que esta situação de atrasos salariais existe há mais de um ano na cidade, que já protocolaram diversas denúncias em órgãos competentes, tendo buscado apoio junto à justiça local e Ministério Público.

Veja também