Menu
domingo, 09 de maio de 2021
mais social 05 a09/05/2021
Cidades

Com horário flexível, MS pode movimentar até R$ 190 milhões na economia

Por causa da economia, entre os dias 5 e 9 de maio, toque de recolher começa às 22h para ajudar comércio nas vendas

01 maio 2021 - 10h50Por Vinicius Costa

No próximo dia 9 de maio é comemorado o Dia das Mães e a expectativa é que a economia gire no mínimo R$ 190 milhões, após o pagamento dos salários dos servidores estaduais feito neste sábado (1°), já aproveitando que o comércio está liberado para funcionar no feriado do Dia do Trabalhador.

A folha de pagamento do mês referente a trabalhado em abril é de R$ 418,5 milhões.

Com essa movimentação antecipada, a intenção do governo é fazer com que os lojistas programem melhor suas promoções e traga benefícios ao funcionalismo público. "Com salários na conta, os servidores têm previsibilidade. Já os lojistas podem se programar e fazer promoções", disse o governador Reinaldo Azambuja.

Com um toque de recolher mais flexível, mesmo estando na bandeira vermelha do programa Prosseguir, que recomenda início às 21h, o governo sul-mato-grossense entendeu que a época é de movimentação financeira e permitiu o avanço para às 22h.

Neste feriado, por exemplo, a maioria das lojas do centro e do shopping em Campo Grande estão funcionando normalmente para aumentar as vendas. Os horários ficarão estendidos do dia 5 ao dia 9.

Segundo a Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de MS), a perspectiva é que a economia gire pelo menos R$ 190 milhões em todo o Mato Grosso do Sul.