Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
GOV FEMINICIDIO
Cidades

Comerciantes temem acidente por causa de buraco na Euler de Azevedo

Há cinco dias

17 novembro 2013 - 18h20Por Juliene Katayama

Em decorrência das chuvas que castigaram Campo Grande durante a semana passada, um buraco profundo se abriu na avenida Euler de Azevedo. A Agência Municipal de Trânsito (Agetran) já sinalizou o local, mas motoristas desavisados arrancam os sinalizadores ao passar pelo local. Os comerciantes próximos temem acidentes graves se o buraco continuar sem reparos.

Desde que se abriu, na última quinta-feira (14), não causou nenhum acidente. Mas se tornou um transtorno para os motoristas que passam diariamente pela avenida Euler de Azevedo.

Segundo a funcionária de uma conveniência que fica na esquina onde está o buraco, Mônica Rodrigues Pinto, vários motoristas têm tido prejuízos em seus veículos. "Quando abriu uns dois carros estouraram os pneus. Agora que colocaram objetos para sinalizar, os motoristas passam e trombam", afirmou Mônica.

Ela ainda relatou que a Agetran esteve no local sinalizando o buraco, mas um motorista desavisado levou o sinalizador ao colidir com a placa. "Era por volta da uma da manhã. Vi pelas filmagens", disse.

O mototaxista João Luiz Amorim Vieira, que trabalha próximo ao local agradeceu de não ter acontecido nenhum acidente, mas tem medo que algo grave aconteça. "Toda a noite alguém passa e leva as coisas que a gente coloca no buraco para sinalizar. Ainda vai acontecer alguma coisa", pontuou.

"Só hoje, um Gol e um Uno trombaram com as coisas ali. Mas uma vez tinha uma mesa para avisar do buraco e um carro arrebentou o para-lamas", finalizou o mototaxista.

 

Leia Também

Transferências milionárias em contas operadas por Ricardo Salles são descobertas
Política
Transferências milionárias em contas operadas por Ricardo Salles são descobertas
Geral
INFORME PUBLICITÁRIO
Homem é executado durante partida de futebol em Sidrolândia
Polícia
Homem é executado durante partida de futebol em Sidrolândia
INDÚSTRIA: Pesquisa aponta que 22% das empresas só conseguirão se manter ativas por mais 1 mês
Economia
INDÚSTRIA: Pesquisa aponta que 22% das empresas só conseguirão se manter ativas por mais 1 mês