Menu
terça, 11 de agosto de 2020
Cidades

Comissão aprova isenção de pedágio se fila ultrapassar 100 metros ou 5 minutos

Consumidor

25 outubro 2013 - 13h30Por Agência Câmara

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou na sexta-feira (25) proposta que obriga concessionárias de rodovias federais a suspender a cobrança de pedágio sempre que a fila de espera exceder 100 metros ou o tempo de 5 minutos. Empresas que descumprirem a lei ficarão sujeitas à multa de R$ 1,5 milhão.



Atualmente, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) determina que o usuário fique liberado do pedágio se as filas superarem 300 metros, ou a espera no atendimento for superior a 10 minutos.



Relator na comissão, o deputado João Dado (SDD-SP) destacou que a proposta não implica aumento ou diminuição de despesa pública, não cabendo, portanto, se manifestar quanto a aspectos financeiros e orçamentários. No mérito, defendeu o substitutivo aprovado anteriormente pela Comissão de Viação e Transportes.

Segundo ele, o substitutivo apenas traz aperfeiçoamentos de redação em relação ao projeto de lei original, do deputado Félix Mendonça Júnior (PDT-BA). Para o relator, a proposta contém parâmetros de tempo e distância mais razoáveis.



Outros dois projetos de lei apensados sugerem parâmetros diferentes do que os adotados no substitutivo. O PL 1926/11 propõe o mesmo limite já adotado hoje pela ANTT, de 300 metros ou 10 minutos de espera. Já o PL 2105/11 fixa o limite em 150 metros de fila e tempo de espera de 5 minutos.

Pelo texto aprovado, as empresas deverão sinalizar o local do fim da fila para cobrança de pedágio e colocar placa de orientação aos usuários, com a frase: “Limite de espera: 100 metros ou 5 minutos”, seguida do número da lei.

Leia Também

Vereador acusado de atropelar e matar criança de seis anos é preso
Polícia
Vereador acusado de atropelar e matar criança de seis anos é preso
Vereadores comemoram desistência de lockdown em Campo Grande
Política
Vereadores comemoram desistência de lockdown em Campo Grande
Marido de idosa morta por Covid após ser tida como curada também morre de coronavírus
Geral
Marido de idosa morta por Covid após ser tida como curada também morre de coronavírus
Mato Grosso do Sul tem 21 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul tem 21 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas