TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Concessão de ferrovias em MS tem prioridade na pauta do governo federal

Concessão ferrovias

19 DEZ 2013
Dourados Agora
19h03min
Divulgação

O ministro da Fazenda, Guido Mantega divulgou ontem (18), o modelo econômico para os leilões de concessão das ferrovias brasileiras. A informação é de que o governo federal definiu os parâmetros dos financiamentos oficiais que serão concedidos aos leilões das linhas férreas realizados em 2014.

 

No início da semana (16), o TCU (Tribunal de Contas da União) aprovou com ressalvas, os estudos da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) relativos ao lote 1 de concessões, que prevê a construção de 883 quilômetros de ferrovias entre Lucas do Rio Verde (MT) e Campinorte (GO). O governo poderá publicar o edital de licitação para esse trecho da ferrovia se cumprir as determinações dos ministros da corte, que se referem a ajustes nos estudos de engenharia.

 

Interligação - Em Mato Grosso do Sul, dois lotes farão parte das concessões a serem leiloadas em 2014: a ferrovia Anápolis (GO)-Dourados (MS) e a ferrovia Maracaju (MS)-Lapa (PR). O projeto da ferrovia Anápolis-Estrela D'Oeste-Panorama-Dourados tem uma extensão aproximada de 1.300 km.

 

A concessão do serviço público de exploração da ferrovia compreenderá a construção apenas do trecho Estrela D'Oeste-Panorama-Dourados), já que o trecho Anápolis-Estrela D'Oeste (681,6 km) está em construção pela Valec, empresa pública controlada pelo governo federal. Além de Dourados, o traçado deve passar pelos municípios sul-mato-grossenses de Deodápolis, Angélica, Nova Andradina, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Três Lagoas e Eldorado.

 

A ferrovia Anápolis-Dourados será integrada à Ferrovia Norte-Sul, cujo trecho, quando completo, vai interligar o interior do Brasil aos portos de Belém (PA), São Luís (MA), Santos (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Rio Grande (RS). Além disso, futuramente, a Norte-Sul deve se conectar à Ferrovia Ferroeste e essa interligação atingirá também o porto de Paranaguá (PR).

 

Já a concessão da ferrovia Maracaju-Lapa envolve a construção de 989 km de trilhos. O trecho integrará justamente a Ferroeste, que cruza o Paraná de leste a oeste, e permitirá a inteligação ao porto de Paranaguá. O traçado em Mato Grosso do Sul, a partir de Maracaju, deve incluir os municípios de Itaporã, Dourados, Caarapó, Amambai, Iguatemi, Eldorado e Mundo Novo.

 

Fonte: Dourados Agora

Veja também