tce janeiro
SENAR 26/01
Menu
quarta, 26 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Cidades

Disque CCR MSVia bate recorde de atendimentos

30 agosto 2015 - 11h08Por Assessoria

No último mês de julho, o Disque CCR MSVia, serviço gratuito e ininterrupto que é disponibilizado pela CCR MSVia ao usuário da BR-163/MS registrou recorde de atendimentos. Foram mais de 13,5 mil ligações recebidas pelos operadores que atuam dentro do Centro de Controle Operacional – CCO, localizado na Sede em Campo Grande. Desde que começou a operar em outubro de 2014, o canal já efetuou cerca de 80 mil atendimentos.

Segundo o balanço, no período de 30 dias, o maior número de chamadas foi referente a informações sobre o tráfego, com 5.940 ligações, seguido pelo número de solicitações de auxílio com 2.295. Por fim, 1.350 usuários ligaram para informar eventos na rodovia.

Ao acionar o serviço pelo telefone 0800 648 0163, o usuário pode solicitar aos atendentes socorro mecânico e médico. Além disso, por meio da Unidade de Resposta Automática – URA, ele pode obter informações sobre as condições de tráfego e obras na rodovia, em tempo real, por meio de um sistema digital que agiliza o atendimento, otimizando o tempo de resposta ao usuário. Cerca de 30% dos usuários utilizaram o serviço para esse fim, enquanto que quase 70% dos chamados foram para solicitar socorro médico e mecânico.

Cristiana Hollanda, Ouvidora da CCR MSVia e responsável pelo serviço, explica que a ferramenta, que atende gratuitamente 24 horas por dia, inclusive ligações de celular, todos os dias da semana, é mais um canal que a Concessionária disponibiliza ao usuário para agilizar o atendimento e dar auxílio durante o trajeto ao longo da BR-163/MS.

“O principal objetivo desta ferramenta é agilizar o atendimento ao usuário ao mesmo tempo em que deixa as linhas livres para eventuais emergências, ou seja, caso ele queira saber sobre as condições do tráfego na rodovia naquele momento, não há a necessidade de falar com um operador, que fica disponível para atender um possível acidente mais grave”, explica a ouvidora da CCR MSVia, Cristiana de Hollanda. “Para nós, o tempo é primordial e trabalhamos para que o usuário fique o menor tempo possível parado na rodovia”, afirma ela, lembrando também que por meio do canal de comunicação, também podem ser feitas críticas e sugestões.

Objetos preocupam

Em dez meses de atuação na BR-163/MS, o SAU registrou 106.807 eventos, uma média diária de 365 atendimentos. Destes, 31.668 foram casos de retirada de objetos da pista, correspondendo a quase 30% do total de ocorrências.

“Periodicamente estamos fazendo campanhas de conscientização distribuindo folhetos educativos alertando sobre os riscos do lançamento de resíduos na rodovia. Só em julho foram recolhidos 109 objetos por dia na BR-163/MS. É importante apontar que cada um deles poderia causar um acidente. Portanto, não jogue lixo na rodovia, guarde o resíduo dentro do veículo e o deposite em local próprio em sua próxima parada”, alerta o gestor de Interação com o Cliente da Concessionária, Keller Rodrigues. “Lembrando que essa prática fere também ao Código de Trânsito Brasileiro como sendo infração grave onde o motorista perde quatro pontos na CNH e ainda paga multa”.

A segunda ocorrência mais comum diz respeito a problemas mecânicos. Foram 27.619 ocorrências (25,9% do total), sendo 17.383 (16,3%) de pane mecânica, 4.145 (3,9%) de pneu furado, 2.645 (2,5%) de pane seca, 1.439 (1,3%) de superaquecimento do motor, 1.273 (1,2%) de pane elétrica e 734 (0,7%) casos de bateria descarregada.