TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Cidades

Em três meses da pandemia, Tribunal de Justiça libera R$ 324 milhões e aquece economia do MS

Medidas ajudaram a sociedade durante os primeiros meses da pandemia

25 junho 2020 - 16h43Por Thiago de Souza

O Poder Judiciário liberou, nos últimos três meses, R$ 324. 155.319,57, valor que movimentou a economia de Mato Grosso do Sul. A medida se deu para amenizar o impacto do isolamento social durante a pandemia da covid-19. 

Segundo a Justiça, entre as primeiras medidas tomadas pelo presidente do TJMS, desembargador Paschoal Carmello Leandro, estava a liberação de verbas oriundas de penas pecuniárias para auxiliar na busca de soluções para evitar a proliferação do coronavírus e amenizar a crise humanitária. Os magistrados de todo o Estado direcionaram o dinheiro para ações e compra equipamentos de proteção, o que totalizou R$ 3.091.639,74 liberados.

Também, detalhou o TJ, outros R$ 321.063.679,55 vieram da liberação de pagamento de alvarás, que passaram a circular na economia sul-mato-grossense, vindo da soma das contas da Conta Única, de precatórios referentes à EC nº 62 e de precatórios de requisições de pequeno valor.

“No início enfrentamos grandes desafios para atender a população com a mesma qualidade na prestação jurisdicional, adotar medidas de contenção para evitar a contaminação, contribuir com a sociedade nesse momento difícil, mas tudo foi superado em razão do profissionalismo e responsabilidade de nossos magistrados e servidores”, explicou o Des. Paschoal Carmello Leandro, sempre atento aos rumos da economia do Estado e do país.

Porém, no entendimento da Justiça, os desafios continuam devido a um novo avanço do coronavírus, que devem exigir mais esforços dos entes públicos e do Poder Judiciário. 

Amamsul

Em nome dos magistrados de Mato Grosso do Sul, o presidente da Associação dos Magistrados de MS (Amamsul), juiz Eduardo Siravegna, ressalta que o compromisso da magistratura com a população está sendo cumprido, apesar da necessidade de distanciamento social, e lembra que a excelente produtividade em tempos de teletrabalho mostra essa realidade.

''Todos os magistrados sul-mato-grossenses estão empenhados em atender a sociedade com qualidade e eficiência, dando a resposta que deles se espera, além de atender demandas humanitárias e auxiliar nas ações que visam socorrer os que foram mais atingidos pela pandemia. A magistratura não para e juntos acreditamos ser possível vencer esses desafios'', afirmou Siravegna.