(67) 99826-0686
Camara - marco

Para pagar despesas médicas, cozinheira promove ação entre amigos com ajuda de facebook

Promoção

11 NOV 2013
Ana Rita Chagas
06h00min
Foto: Ana Rita Chagas

Depois de um diagnóstico de câncer de mama, a cozinheira Brasilina Medeiros das Silva, 45 anos, não se desesperou e partiu logo para fazer uma ação que a ajudasse a vencer a doença. “Às vezes a gente tem de esperar muito tempo e esse tempo pode ser tarde demais para quem tem câncer, tempo é crucial para quem tem esse tipo de problema de saúde. Quando minha filha entrou de férias, ela correu atrás de tudo e no primeiro momento conseguiu supriu as despesas com o dinheiro das férias. Mas, apesar de eu também ter um plano de saúde que cobre parte das despesas tivemos de usar cartão, ou, pagar a dinheiro, então a gente tem de correr atrás e fizemos uma pastelada”, conta.

Segundo Brasilina a “Ação entre Amigos”, foi feita por meio de  facebook e ganhou notoriedade na rede social, tendo dezenas de compartilhamentos e curtidas. “Dessa vez fizemos o bobo e o carreteiro, além de tortas para vendar e graças a Deus tudo correu bem”. Meus amigos me ajudaram muito isso foi importante, eles corresponderam à minha dificuldade financeira. Todo mundo colaborou, participou. Se fosse fazer uma rifa só uma pessoa iria ganhar  e se você faz uma pastelda, ou, um almoço, as pessoas comem e saem satisfeito e sentem prazer em ajudar”, ressalta.

Direitos e garantias -  Brasilina é uma dentre muitos casos existentes. Mas, de acordo com a LOAS ( Lei da Orgânica da Assistência Social 8.742/93, portadores de qualquer tipo de câncer têm direito a uma série benefícios, em função da doença, como por exemplo saque integral do FGTS ( Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, auxílio-doença e isenção de IPVA, entre outros. “Vou procurar saber sobre os benefícios de que eu tenho direito também. A gente precisa saber os produtos que podem ou não serem comprados com descontos. A gente tem de ficar atenta  por que não adianta ficar esperando apenas pela rede pública de saúde”, afirma.

Outra medida, nacional, que também auxilia os pacientes, foi aprovada pelo Senado no último dia 22 de outubro. A matéria amplia a cobertura de despesas com remédios de uso oral contra o câncer, para pacientes tratados em casa. A decisão foi incluída entre as coberturas obrigatórias dos planos de saúde privados e também prevê procedimentos radioterápicos e de hemoterapia, desde que, segundo a proposta, estejam relacionados à continuidade da assistência prestada na internação hospitalar. Antes, porém, os planos de saúde eram  obrigados, apenas, a arcar com custos ambulatoriais. 

Veja também