TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quinta, 30 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Cidades

Em luto pelo pai, jovem sofre com liberdade de madrasta que confessou assassinato

Ela foi solta pela Justiça pelo fato de estar grávida e com ferimento no nariz

23 junho 2020 - 17h00Por Nathalia Pelzl

O filho de Wilson da Silva dos Reis, 40 anos, fez um desabafo nas redes sociais sobre a morte do pai. Wilson foi assassinado com 5 facadas pela mulher Flávia Santos da Costa, 27 anos, no dia 13 de junho, no Buriti, em Campo Grande.

Segundo a polícia, ela era traficante de drogas e usava tornozeleira eletrônica. Em depoimento, Flávia disse que vivia um relacionamento conturbado, já que Wilson lhe agredia devido a ciúmes e da gravidez, da qual ele era contra e forçava um aborto. 

Flávia foi presa, entretanto, foi solta pela Justiça no dia 15 deste mês pelo fato de estar grávida e com ferimento no nariz. Flávia já tem um filho de 12 anos, que mora com a mãe dela. 

Na postagem, o rapaz disse o seguinte: “como podem ver, ela tem uma longa ficha criminal. Eu não sei como pode estar em casa uma pessoa dessa”, disse, sobre outro homicídio cometido em Corumbá e tráfico de drogas.

Ele continua: “enterrei meu pai por conta de uma bandida que deveria estar atrás da grade desde 2011, uma mulher sem caráter algum. Eu, como acadêmico da área da saúde, não entendo a juíza ter deixado ela ir pra casa por conta da covid-19”, refletiu.

Ao final, o jovem pede por justiça. “Eu, meu irmão e minha família queremos justiça. Eu estou sem pai, por conta de uma delinquente, bandida, assassina, acabou com tudo”.