Menu
Busca sábado, 06 de junho de 2020
Camara - corona
Cidades

Até o fim do ano, Campo Grande terá 40 novos ônibus para atender usuários do transporte

Transporte

11 novembro 2013 - 08h12Por Ana Rita Chagas

A partir de hoje (11), usuários do transporte coletivo de Campo Grande pagarão R$ 0,05 a menos na tarifa.  O valor da passagem valerá até o mês de dezembro, na Capital. De acordo com o presidente da  Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo), João Rezende, até o fim deste ano, a Capital irá receber  cerca de 40 novos ônibus para atender a população.

Segundo João Rezende, Campo Grande, dispõe, hoje, de uma frota de 580 veículos, desses, 25 são novos e oriundos de contratos feitos em 2012. " Os investimentos irão continuar. Pretendemos ter todos os ônibus com elevadores, alguns articulados. Essa redução é realmente algo de muito sacrifício para o consórcio Guaicurus, mas, entemos o momento," disse.

Reduação - A aprovação do Projeto de Lei Complementar do Transporte Coletivo que prêve a redução aconteceu na última quinta-feira (7), durante a votação, na Câmara Municipal. O valor passou de R$ 2,75 para R$ 2,70.

Para conceder a redução, o prefeito Alcides Bernal isentou as empresas de pagar os 5% do ISS que soma R$ 8 milhões ao ano. No entato, para renunciar ao imposto, é necessário apresentar a compensação da perda fiscal. O Executivo sinalizou reparar a perda referente aos meses de novembro e dezembro deste ano com recurso da Reserva de Contigência, que é de R$ 3 milhões.

Leia Também

Internautas chamam a atenção: Trump não segue mais Bolsonaro no Twitter
Geral
Internautas chamam a atenção: Trump não segue mais Bolsonaro no Twitter
Com 159 denúncias, GCM fecha vinte estabelecimentos em operação Toque de Recolher
Polícia
Com 159 denúncias, GCM fecha vinte estabelecimentos em operação Toque de Recolher
STF deu ‘balão’ em sistema para beneficiar Jamil Name
Polícia
STF deu ‘balão’ em sistema para beneficiar Jamil Name
Witzel arrega para Bolsonaro e libera futebol, bares, restaurantes e shoppings a partir deste sábado
Geral
Witzel arrega para Bolsonaro e libera futebol, bares, restaurantes e shoppings a partir deste sábado