Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Cidades

Governo realiza nesta quinta-feira o lançamento do projeto 'Mãos que Constroem'

Ao final de cada reforma o reeducando receberá uma carta de recomendação

14 setembro 2016 - 16h03

Será realizada nesta quinta-feira, às 8h30, no auditório da Governadoria, Parque dos Poderes, a assinatura do convênio entre o Governo de Mato Grosso do Sul e o Poder Judiciário, para desenvolver o projeto “Mãos que Constroem”, que tem como principal finalidade reformar os imóveis da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)  utilizando a mão de obra carcerária.

A reforma da 4ª Delegacia de Polícia Civil, no Bairro Moreninha II, será a obra piloto do programa, com investimento de R$ 123,4 mil. Pelo convênio, o Governo do Estado reduz os custos da reforma em 75%. O contrato de prestação de serviço, firmado por intermédio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública e o Conselho da Comunidade de Campo Grande, prevê a contratação de 10 internos dos regimes aberto e semiaberto do sistema prisional da Capital, nas especialidades de pedreiro, pintor, eletricista, encanador e ajudante geral.

Diferente do modelo adotado para a reforma dos prédios escolares – onde todo o trabalho é custeado com recursos do fundo arrecadado pelo desconto de 10% do salário de cada preso da Capital que trabalha em convênios firmados com o poder público ou iniciativa privada – no projeto “Mãos que Constroem”, o Governo do Estado conta apenas com a utilização da mão de obra prisional, autorizada pelo juiz titular da 2ª Vara de Execução Penal, Albino Coimbra Neto.

Além de recuperar os prédios públicos, a ação também contribuirá com a ressocialização e diminuição da pena. Por esse convênio os trabalhos são executados em menor tempo. Uma obra que seguindo o cronograma demoraria oito meses, por exemplo, será concluída em, no máximo, quatro meses.

Ao final de cada reforma o reeducando receberá uma carta de recomendação atestando sua eficiência no trabalho, com um pequeno descritivo das atividades por ele desenvolvidas, objetivando a reinserção no mercado.

Leia Também

Com droga e bebedeira, 'baile da covid' rola solto na Fábio Zahran
Cidade Morena
Com droga e bebedeira, 'baile da covid' rola solto na Fábio Zahran
Casal encontra R$ 2,4 mil na rua, faz campanha e encontra o 'dono': 'era um motoboy'
Geral
Casal encontra R$ 2,4 mil na rua, faz campanha e encontra o 'dono': 'era um motoboy'
Maia diz que impeachment só acontece quando o vice-presidente apoia
Geral
Maia diz que impeachment só acontece quando o vice-presidente apoia
No Canguru, 'festa da covid' segue dia e noite e vizinha não sabe mais o que fazer
Cidade Morena
No Canguru, 'festa da covid' segue dia e noite e vizinha não sabe mais o que fazer