Menu
quarta, 21 de outubro de 2020
Cidades

Horário de verão chega ao fim e gera economia de 4,2% no Estado e campo-grandenses se divergem quant

Horário Novo

15 fevereiro 2014 - 12h00Por Carlos Guessy

Depois de quase quatro meses, chega ao fim o horário de verão 2013/2014. À meia-noite de hoje (15), os relógios devem ser atrasados em uma hora nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, porque estavam adiantados desde o dia 20 de outubro do ano passado.


Os quase quatro meses de Horário de Verão em Mato Grosso do Sul geraram uma economia de 35 megawatts, a redução em relação a demanda habitual foi de 4,2% no Estado. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (14) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico.


De acordo com o balanço, em todo o país, foram economizados 2.565 mil megawatts desde o dia 20 de outubro quando os moradores dos estados localizados no sudeste, sul e centro-oeste adiantaram o relógio em 1 hora.

A economia do país se comparada a demanda fora do horário especial foi de 4,1%. Segundo o ONS, a redução de energia de 295 megawattsmed representa 0,5% da carga dos subsistemas envolvidos, equivalendo a 8% do consumo mensal da cidade do Rio de Janeiro e 14% do consumo mensal de Curitiba, respectivamente.


Como sempre, a mudança de horário divide opiniões nas ruas. Para Alexandre Rapouso, 28anos, esportista, uma hora de sol há mais fará muita falta. "Eu gosto desse horário, dá a sensação de dia longo. Geralmente gosto de exercitar depois das 18h, hora que o sol está lá em cima e parece que rende. Com a mudança, provavelmente já estará na penumbra da noite, não gosto assim", declarou o esportista que corre na Lagoa Itatiaia todos os dias.


Já Meirielle Farinas, 18 anos, estudante, diz que prefere o horário normal porque não gosta de levantar cedo da cama para ir a escola. "Eu detesto, não vejo a hora de mudar logo e ganhar algumas horinhas no conforto da minha cama. Eu acordo muito cedo, levantar, tomar banho,comer,pegar a condução, isso leva tempo e voltando o horário eu ganho na compensação das horas", comentou a estudante.

Pegando esse ponto de mudança de horário, teve gente que lembrou da polêmica da diferença dos fusos em relação ao horário de Brasília (oficial), comparando com o nosso (MS), com uma hora de atraso. "Deveríamos igualar os nossos horários com os grandes estados que seguem a hora oficial de Brasília. Já estamos acostumados,do nada muda e volta toda aquela polêmica, desregula toda nossa saúde, afeta trabalho, família, rotina. Fora isso muita gente prefere o horário oficial, bancos, empresários, lotéricas", argumentou Basílio Alfredo,engenheiro, 30 anos.


Segundo especialistas, o real objetivo do horário de verão é aproveitar os dias mais longos do verão, com mais tempo de luz solar, para economizar energia. De acordo com o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), a meta era economizar R$ 400 milhões durante os quatro meses de vigência.


Nos últimos dias, o nível dos reservatórios das hidrelétricas está abaixo da média, especialmente no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o principal do país. O governo diz que o sistema elétrico brasileiro está equilibrado. Segundo o Comitê de Monitoramento do Sistema Elétrico, a não ser que ocorra algo excepcional, não há dificuldade no suprimento de energia no país em 2014.


Saúde

Médicos afirmam que não importa qual é o horário a qual a pessoas está sujeita o cuidado com a saúde tem que ser o mesmo. O principal empecilho enfrentado para quem caminha no fim da tarde é o anoitecer mais precoce, algo que atrapalha e diminui a segurança de quem opta por caminhar na  Afonso Pena ou até mesmo no Belmar Fidalgo, local muito frequentado por “caminhadores” de plantão.

Leia Também

Filha comemora aniversário com foto em tamanho real do pai, morto há um ano
Geral
Filha comemora aniversário com foto em tamanho real do pai, morto há um ano
VÍDEO: menino de 2 anos tem pescoço amarrado com coleira por tio-avô em Chapadão do Sul
Foi preso
VÍDEO: menino de 2 anos tem pescoço amarrado com coleira por tio-avô em Chapadão do Sul
No horário eleitoral noturno, candidatos falam de infraestrutura e educação infantil
Cidade Morena
No horário eleitoral noturno, candidatos falam de infraestrutura e educação infantil
Brasil tem 661 mortes por covid em 24h e total se aproxima de 155 mil
Geral
Brasil tem 661 mortes por covid em 24h e total se aproxima de 155 mil