ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

'Brasil precisava de 3x mais policiais para reduzir tráfico', diz juiz Odilon de Oliveira

Polícia Federal

4 DEZ 2013
Schimene Weber e Ana Rita Chagas
11h00min
Foto: Geovanni Gomes

O tráfico na região da fronteira de Mato Grosso do Sul já é um problema reconhecido nacionalmente pelas unidades policiais. Na manhã de hoje, a equipe do TopMídia News conversou com o juiz da Justiça Federal, Odilon de Oliveira, renomado pelo seu trabalho efetivo contra facções criminosas que atuam no território nacional.

Para o juiz, o maior problema encontrado no combate contra o tráfico é a falta de estruturação da Polícia Federal. "A fronteira é muito grande e a presença policial é muito pequena. O Brasil precisava de, pelo menos, três vezes mais equipes para que a passagem de drogas e armas para o estado fosse menor", disse.

O magistrado ainda esclareceu que é extremamente necessário, para que a guerra contra os entorpecentes seja efetiva, que a União Federal estruture os oficiais em um quadro geral. "A estruturação não se restringe à Polícia Federal. A Polícia Estadual também precisa de atenção, porque o Mato Grosso do Sul acaba cuidando de toda a fronteira... Se não melhorar, a situação ficará ainda pior, porque as drogas e as armas acabarão nos grandes centros, onde o agravante será bem maior", explicou.

Quando questionado sobre a colaboração dos países vizinhos no combate, Odilon se restringiu a dizer que "o atual relacionamento é muito fraco. É necessário que haja um combate em conjunto, onde cada um faça o que for possível do seu lado. O ideal seria a cooperação entre o Brasil, a Colômbia, o Peru, a Bolívia e o Paraguai, que são os principais países onde a droga é produzida", finalizou.

Veja também