Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Justiça condena acusado de matar vítima a facadas a 13 anos de prisão

14 NOV 2013
TJ/MS
10h23min

Durante julgamento realizado nesta quarta-feira (13), pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Alexandre Duran Ramos, 30 anos, foi condenado à pena de 13 anos e 6 meses de prisão. O réu foi indiciado pelo crime de homicídio cometido por motivo torpe com recurso que dificulta a defesa da vítima, previsto no artigo 121,§2°, incisos I e IV.

No dia 7 de setembro de 2012, nas proximidades do Anel Viário, localizado no Jardim Tarumã, em Campo Grande, Alexandre Duran Ramos teria matado a facadas a vítima Clayton Pires de Lima,30 anos,  com a ajuda de Thiago de Souza Ferreira. Consta na denúncia que Thiago de Souza Ferreira participou do crime segurando a vítima para que o réu Alexandre Duran Ramos desse as facadas.

De acordo com a denúncia, os réus cometeram o crime por motivo torpe, pois mataram Clayton por vingança, em razão do mesmo ter furtado a bicicleta de Alexandre Duran Ramos e de ter se recusado a pagar pelo bem. Na sentença, o juiz também entendeu, que ambos utilizaram recurso que dificultou a defesa da vítima.

Por maioria dos votos declarados, Alexandre Duran Ramos foi condenado pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe e afastou a qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima.


O juiz titular da vara, Aluízio Pereira dos Santos, fixou a pena-base do réu em 14 anos de reclusão pelo crime de homicídio, mas reduziu a pena em 1 ano pela atenuante de confissão e aumentou em 6 meses, em razão do réu ser reincidente.

Veja também