Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
ALMS 23/03 A 21/04
Cidades

Com problemas em laboratórios, estoque de vacinas está em baixa nos postos da Capital

Prefeito disse que já existe processo de licitação em andamento para resolver a questão

31 julho 2019 - 13h42Por Maressa Mendonça e Nathalia Pelzl

Em agenda pública realizada nesta quarta-feira (31), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) reconheceu a falta de vacinas em alguns postos de saúde de Campo Grande e justificou ser um problema dos laboratórios. O estoque atualmente é de 80%. Segundo ele, já existe um processo de licitação em andamento para resolver a questão. 

"Tem laboratórios que não estão fabricando determinadas espécies de vacinas" , declarou Marquinhos, justificando a dificuldade da prefeitura em adquirir algumas doses específicas e até medicamentos.  

Ainda sobre essa dificuldade de compras por parte da prefeitura, Marquinhos disse que muitos laboratórios vencem a licitação, não conseguem manter aquele preço acordado e ficam em busca de reajustes. Esse seria outro motivo para possíveis atrasos na entrega das vacinas. 

Marquinhos comentou ter recebido alguns relatórios de laboratórios que fornecem medicamentos para prefeitura informando sobre a falta de alguns componentes químicos para a fabricação das vacinas e remédios. Para o prefeito, o estoque atualmente está entre médio e regular.

Leia Também

Azambuja estuda fornecer alimentos para alunos não cadastrados no Vale Renda durante pandemia
Política
Azambuja estuda fornecer alimentos para alunos não cadastrados no Vale Renda durante pandemia
Ônibus voltam na segunda, mas só para 'passageiros sentados', anuncia Marquinhos Trad
Cidade Morena
Ônibus voltam na segunda, mas só para 'passageiros sentados', anuncia Marquinhos Trad
Excluído de reunião com médicos, Mandetta chama ex-ministro Osmar Terra de 'Osmar Trevas'
Geral
Excluído de reunião com médicos, Mandetta chama ex-ministro Osmar Terra de 'Osmar Trevas'
Almoço com frango caipira vira polêmica e quase 'azeda' por causa do coronavírus
Geral
Almoço com frango caipira vira polêmica e quase 'azeda' por causa do coronavírus