Menu
quarta, 02 de dezembro de 2020
Cidades

Miss Primavera será realizado amanhã no presídio feminino da Capital

Concurso

24 outubro 2013 - 17h10Por Carlos Guessy

Acontece amanhã (25), a partir das 9 horas, no Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi, a 10ª edição do concurso Miss Primavera, que elege a mais bela reeducanda do estabelecimento penal.

Com dez candidatas, que são escolhidas pelas companheiras de cela, o evento vai contar com a presença da atual miss Mato Grosso do Sul, Patrícia Machry, como jurada.

De acordo com a diretora do estabelecimento penal, Mari Jane Carrilho, o evento recebe patrocínio de várias empresas e instituições de Campo Grande, que contribuem para a organização, decoração e também doam os prêmios que serão entregues às três primeiras colocadas.

A primeira colocada receberá uma TV de LCD, enquanto a segunda e terceira ganharão um tablet. Ainda de acordo com Mari Jane, este é um momento esperado durante todo o ano pelas internas, que têm sua autoestima valorizada com o processo.

“As candidatas veem isso como uma superação e, ao mesmo tempo, um grande desafio. Auxilia muito na autoestima delas e também no processo de combater a timidez”, destaca.

As candidatas passarão três vezes pela passarela. Elas deverão desfilar com traje de banho, de gala e, por fim, um traje primaveral. O resultado sai logo após o desfile que será julgado por cerca de dez jurados. O concurso tem como foco também promover a ressocialização por meio do lazer.

 

Leia Também

De dar dó! Polícia multa dono de porcos por maus-tratos em MS
Interior
De dar dó! Polícia multa dono de porcos por maus-tratos em MS
Doses da vacina Oxford chegam em janeiro no Brasil, diz ministro
CORONAVÍRUS
Doses da vacina Oxford chegam em janeiro no Brasil, diz ministro
Mulher é presa suspeita de matar namorado a facada em MS
Polícia
Mulher é presa suspeita de matar namorado a facada em MS
Mais de dez viaturas policiais são utilizadas na operação Omertà na Capital
Polícia
Mais de dez viaturas policiais são utilizadas na operação Omertà na Capital