Menu
domingo, 29 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Cidades

Moradora de MS processa Gusttavo Lima por divulgar celular dela em música

Ela diz que recebe trotes e cita transtornos após a música bombar

20 janeiro 2022 - 21h17Por Thiago de Souza

Alessandra Ribeiro Duarte, moradora de Fátima do Sul, foi à Justiça contra o sertanejo Gusttavo Lima. Ele divulgou o número de telefone celular dela, em uma música e depois disso vieram os transtornos. 

Segundo a Onça, o processo traz o trecho da música ‘’O Embaixador’’ onde o telefone da sul-mato-grossense é divulgado: 

‘’Daquelas que o coração arde

9912-5003

Olha eu recaindo outra vez’’, diz a canção estilo sofrência. Na ação judicial, não consta que o artista citou o código DDD do número telefônico. 

O lamento da vítima é que, depois da divulgação da canção, ela passou a receber trotes. Ela destaca que não houve pedido de autorização para a divulgação do celular. 

Segue abaixo a letra completa da canção, de autoria de Manoel Messias Andrade de Souza, Rodrigo Reys e Renno Saraiva Macedo e Silva. 

O Embaixador

‘To aqui bebendo em um botequinho de esquina, cerveja e pinga
Depois de um dia inteiro de trabalho, já é fim de tarde
Me bateu uma saudade
Me bateu uma saudade
Eu sei que eu não posso ligar
Pra quem já me esqueceu
Coração prometeu nunca mais recair
Só que agora perdeu, ‘tá sem dignidade
Me bateu uma saudade
Daquelas que o coração arde
9912-5003
Olha eu recaindo outra vez
Lembrei que ‘to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Lembrei que ‘to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Derrama, derrama cerveja
Quem ‘tá feliz
Eu sei que eu não posso ligar
Pra quem já me esqueceu
Coração prometeu nunca mais recair
Só que agora perdeu, ‘tá sem dignidade
Me bateu uma saudade
Daquelas que o coração arde
9912-5003
Olha eu recaindo outra vez
Lembrei que ‘to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
E lembrei que ‘to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Vem, vem, vem Boston
Lembrei que ‘to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Derrama, derrama cerveja.