Menu
sexta, 23 de outubro de 2020
Cidades

Queda que resultou em morte de funcionário de TV a cabo foi acidental, diz inquérito

Fatalidade

05 dezembro 2013 - 10h50Por Schimene Weber

Foram concluídas, na última quarta-feira (04), as investigações do inquérito que apurava a morte de Júlio Cesar Aparecido Hormung de Castilho, de 36 anos, funcionário de uma empresa de telefonia. O caso aconteceu em junho deste ano.

No boletim de ocorrência que havia sido registrado na ocasião, Júlio e um outro funcionário da empresa, identificado como Cleber Amorim de Assis, 44 anos, instalavam equipamentos de TV por assinatura na R. Castro Alves, na Capital, quando caiu do prédio de uma altura de 6 metros, bateu com a cabeça e morreu na hora.

De acordo com as testemunhas que acompanharam a fatalidade, a vítima subiu no telhado sem qualquer equipamento de segurança, após inúmeras tentativas falhas em conseguir passar um fio para a instalação de TV a cabo na residência.

A delegada da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande (MS), Ana Cláudia Medina, informou que o laudo realizado por peritos criminais foi conclusivo em apontar que a queda foi, realmente, acidental.

Com a entrega do relatório do inquérito policial que será encaminhado ao Poder Judiciário, estão encerrados os trabalhos da Polícia Civil com relação ao caso.

Leia Também

Foi pressão? Anvisa libera 6 milhões de doses da vacina chinesa em SP
Geral
Foi pressão? Anvisa libera 6 milhões de doses da vacina chinesa em SP
Pode isso Arnaldo? FETEMS escolhe petista para mediar debate
Cidade Morena
Pode isso Arnaldo? FETEMS escolhe petista para mediar debate
Para eleger sucessor, prefeito de Costa Rica triplica gasto com publicidade
ELEIÇÕES 2020
Para eleger sucessor, prefeito de Costa Rica triplica gasto com publicidade
Pandemia ou anti-vacina? Campanhas para imunizar crianças patinam em Campo Grande
Saúde
Pandemia ou anti-vacina? Campanhas para imunizar crianças patinam em Campo Grande