TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
segunda, 19 de abril de 2021
Cidades

Movimentos sociais realizam manifestação contra impunidade do assassinato de líder indígena

Concentração será na praça Ary Coelho em Campo Grande

01 setembro 2016 - 14h37Por Redação

Acontece nesta quinta, 1 de setembro, manifestação pública em memória de Simião Vilhalva,  indígena Guarani-Kaiowa que foi assassinado em 29 de agosto de 2015 na terra indígena Nanderú Marangatú, no município de Antônio João. O crime não foi até o momento esclarecido e o ato lembrará a impunidade que perdura no estado no que se refere ao assassinato de indígenas.

Simião Vilhalva foi morto com um tiro na cabeça. O fato teve grande repercussão e obrigou o Governo Federal a intervir na região com tropas do Exército para impedir a continuidade dos ataques aos indígenas e que poderiam resultar em mais mortes.

Apesar da existência de um vídeo e da própria polícia estadual (DOF) estar presente no local no momento do ataque, conforme relatam os indígenas, o crime nunca foi esclarecido nem os insufladores e dirigentes do ataque punidos. 

O ato em Campo Grande está sendo convocado pelo Coletivo Terra Vermelha e a manifestação conta com a apoio de outras entidades como o Centro de Defesa dos Direitos Humanos Marçal de Souza, Conselho Indigenista Missionário, Frente Brasil Popular, Centro de Documentação e Apoio aos Movimentos Populares e estudantes e professores do curso de Artes da UFMS, entre outros.