Menu
sexta, 26 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Cidades

Na Sejusp, Barbosinha recebe a missão de reduzir índices de roubos em MS

01 abril 2016 - 11h12Por Diana Christie e Rodson Willyams

Com os índices de roubos e furtos em crescimento, o secretário de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, mais conhecido como Barbosinha, toma posse nesta sexta-feira (1º) com a missão de reduzir a violência em Mato Grosso do Sul. A meta prioritária tem como base as estatísticas de ocorrências no Estado.

Durante a solenidade de posse, que acontece na sede da Governadoria, o ex-secretário Silvio Maluf fez um breve balanço de sua atuação na Sejusp durante os últimos um ano e três meses. Segundo ele, houve uma redução de 16,07% dos crimes letais, 19,3% nos registros de homicídios dolosos (com intenção de matar) e de 4% nos homicídios culposos.

No entanto, os dados relacionados aos crimes de furtos e roubos ainda são preocupantes e deixam o Estado em alerta, principalmente em Campo Grande, onde foi registrada a maioria das ocorrências. No total, houve crescimento de 5,8% dos roubos e 0,5% nos índices de furtos, que são os casos em que o ladrão subtrai objetos da vítima sem abordá-la.

Passando a coordenação da secretaria por incompatibilidade de função, já que é procurador do Ministério Público, Maluf destacou que acredita no potencial de seu sucessor. “Fui movido por fortes emoções desde ontem, durante esse processo de transição, mas quando o governador me pediu para escolher alguém, já pensei no Barbosinha porque ele tinha as melhores condições para administrar”, declarou.

Ex-secretário Silvio Maluf - Foto: Geovanni Gomes 

Barbosinha se comprometeu a melhorar a infraestrutura das forças policiais com a aquisição de veículos e motocicletas, reduzir o custeio administrativo da Sejusp para aplicar o dinheiro em outras áreas; transferir, gradualmente, a custódia de presos da Polícia Militar para a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário); e buscar alternativas para aumentar o fornecimento de combustível para os batalhões.

Segundo ele, a crise financeira deve dificultar a abertura de novos concursos pelos próximos meses, mas o Governo do Estado possui um projeto de convocar os policiais aposentados que tenham interesse em retornar à ativa mediante gratificações salariais. “Por enquanto estou tomando conhecimento da situação”, frisou.

Secretário Barbosinha - Foto: Geovanni Gomes

O ex-deputado ainda informou que nomeará Carlos Videiro como secretário-adjunto e participa de reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para definir o novo comandante da Polícia Civil. Por fim, fez um apelo aos membros das forças de segurança. "Chego para ser um soldado. O meu sucesso vai ser o sucesso de vocês. E o sucesso de vocês será o meu sucesso. Na Sejusp há seres humanos qualificados e preparados, além de serem compromissados para servir e proteger os cidadãos". 

O governador Reinaldo Azambuja destacou que o novo secretário deve continuar o esforço para unir as forças policiais e, ao mesmo tempo, melhorar os indicadores de segurança pública, principalmente em relação aos casos de roubos e furtos. "Eu sei que a sua [Barbosinha] decisão não foi fácil, de postergar um projeto político para poder assumir um cargo no Estado, mas quem ganha com isso não é só Dourados é Mato Grosso do Sul”.

Governador Reinaldo Azambuja - Foto: Geovanni Gomes

Biografia

Segundo a assessoria do Governo, Barbosinha nasceu em 26 de outubro de 1964 na cidade de São Simão (GO). Filho de família humilde é caçula de nove irmãos. Em 1975 mudou-se para a cidade de Angélica, onde trabalhou como sorveteiro e engraxate, quando aos 13 anos iniciou sua trajetória pública, sendo o primeiro funcionário contratado do recém-criado município.

Logo depois, Barbosinha mudou-se para Dourados onde trabalhou como bancário e cursou a faculdade de Direito pela antiga Socigran. De volta a Angélica, tornou-se prefeito entre 1989 e 1992. Em 1993, casado com a médica Maristela de Castro Menezes, retornou para Dourados, onde atuou como advogado cível, criminalista e professor universitário.

Advogado, pós-graduado em Processo Civil, Mestre em Direito Constitucional pela UnB (Universidade de Brasília), Barbosinha foi convidado em 2007 para assumir a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), onde permaneceu durante sete anos e três meses.

No ano de 2012, foi eleito presidente da Aesbe (Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento), sendo o primeiro sul-mato-grossense a presidir a instituição. Foi eleito deputado em 2014, cargo que ele se licenciou para assumir o comando da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

Leia Também

Corpo de pescador que fugiu da polícia é achado no Rio Aquidauana
Interior
Corpo de pescador que fugiu da polícia é achado no Rio Aquidauana
Por 3x1, STF ordena desbloqueio dos bens de Lula
Geral
Por 3x1, STF ordena desbloqueio dos bens de Lula
Cassems está com paciente de covid em estado grave e alerta: 'não era vacinado'
Campo Grande
Cassems está com paciente de covid em estado grave e alerta: 'não era vacinado'
Bolsonaro é contra Carnaval, mas aglomerou muito; deputados indicam incoerências
Política
Bolsonaro é contra Carnaval, mas aglomerou muito; deputados indicam incoerências