(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Índios guaranis-caioás têm até 26 de fevereiro para deixar área de fazenda

Agronegócios

3 FEV 2014
Globo Rural
19h00min
Divulgação

 

Índios guaranis-caioás têm prazo até 26 de fevereiro para desocupar a área de uma fazenda invadida em 2012. Representantes da tribo reclamaram da decisão da Justiça e da demora em se decidir a quem pertence a terra.

 

Os indígenas se reuniram na sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) para discutir a decisão judicial. Alda Silva é uma das lideranças do Conselho Indígena da região sul do estado e afirma que a comunidade não pretende deixar o local.

 

A decisão judicial determina a reintegração de posse da Fazenda Serrana, onde indígenas ocupam parte das terras desde setembro de 2012. O acampamento apyca'i fica às margens da BR-463. Essa é a terceira vez que os índios ocupam o local, antes eles viviam na beira da rodovia.

 

Segundo a Funai, cerca de 60 indígenas vivem no local e reivindicam uma área de 3,5 mil hectares da fazenda, que antes de ser ocupada, era arrendada por uma usina para o plantio da cana-de-açúcar.

 

O acampamento apyca'i é uma das 80 áreas ocupadas pelos indígenas em Mato Grosso do Sul. Segundo a Funai, a maioria dessas comunidades está na região da grande Dourados.

 

Em 2006, a Funai começou uma pesquisa para identificar e delimitar áreas na região sul do estado, consideradas terras indígenas. O estudo ainda não foi concluído.

 

Fonte: Globo Rural

Veja também