(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Nomeado para a Funai, coronel do Exército diz que cargo é 'missão' para levar dignidade aos índios

Militar tem 60 anos e revela experiência com indígenas na Amazônia

11 NOV 2016
Thiago de Souza
19h50min
Coronel Sant'anna foi nomeado para a Funai em Campo Grande Foto: Diário Corumbaense

Nomeado para a coordenação regional da Funai (Fundação Nacional do Índio) em Campo Grande, o coronel do Exército Brasileiro, Renato Vidal Sant'anna está há 18 anos no Estado, onde residiu e trabalhou em vários municípios. Ele afirma ter recebido com surpresa a indicação ao cargo, e acredita que esta é uma ''missão' onde pretende garantir o direito dos povos indígenas e levar dignidade a essas populações. 

Sant'anna tem 60 anos, nasceu do interior de São Paulo, é casado e pai de 4 filhos. O militar disse que, assim que assumir o posto, vai se inteirar de todas as questões da Fundação Nacional do Índio. Ele destaca que tem bom relacionamento com indígenas, pois foi comandante de batalhão de Selva na Amazônia. "O relacionamento dos índios com os militares, em especial, o Exército, é muito bom, pois somos o único representante do Estado, nas localidades longínquas da Amazônia'', explicou. 

Coronel Sant'anna, que é seu nome de guerra, confirmou que a indicação de seu nome partiu do deputado Federal,Carlos Marun (PMDB/MS), e afirmou ter aceitado após conversa com a família. Ele destaca que o Exército tem o maior índice de popularidade no País, e sempre que é acionado, cumpre a missão dada.   

Sobre as necessidades do povo indígena, em Mato Grosso do Sul, Sant'anna acredita que, com atitudes simples, poderá ajudar os nativos a ter mais dignidade. ''Não adianta só dar terra e não dar infraestrutura para eles sobreviverem, produzirem alí", pontuou. ''Tem aldeias que não tem nem água potável para eles beberem, mas nós podemos ajudar muito nisso", concluiu o novo coordenador da Funai.  

 

 

Veja também