Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Novo Horizonte do Sul foi o único município de MS que perdeu população em 2013

Estatísticas IBGE

20 NOV 2013
Redação
20h30min
Foto: Almir Portela

Novo Horizonte do Sul, no sudoeste de Mato Grosso do Sul, foi o único município que perdeu população em 2013, conforme a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

No ano de 2012 havia 4.718 habitantes na cidade e este ano são 4.581, ou seja, menos 137 moradores. Criado no ano de 1993, Novo Horizonte do Sul pertencia a cidade de Ivinhema. Sua origem teve início a partir da criação de assentamentos e a vinda de pessoas de diferentes regiões, uma grande maioria de paraguaios. Com a criação de comércio e o desenvolvimento econômico, os moradores decidiram emancipar o assentamento.

 

Veja os municípios brasileiros que perderam população


Ao conferir os dados divulgados pelo IBGE, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) fez uma análise em que mede a estimativa de coeficientes a ser atingido pelo número de população. Foi constatado que quatro municípios do Estado pouco aumentou a faixa populacional em relação a 2012.

 

São eles: Água Clara, que saiu de 13.358 habitantes (coeficiente 0,8) para 13.938 habitantes(coeficiente 1,0); Bela Vista, de 23.395 habitantes (1,2) para 23.888 habitantes (1,4); Ponta Porã, de 80.433 habitantes (2,6) para 83.747 habitantes (2,8); e São Gabriel do Oeste, de 23.016 habitantes (1,2 de coeficiente) para 24.035 habitantes (1,4 de coeficiente).

 

A maior parte dos Municípios do País, 2.148 deles, ou 39%, deve manter a atual população e, por isso, deverão ficar na faixa de coeficiente em que se encontram, segundo a pesquisa.

 

Brasil


Em 2013, 140 Municípios (ou 2,51%) perderam população. De acordo com o IBGE, a população total do Brasil aumentou em 7.086.259 habitantes - passou de 193.976.530 para 201.062.789 pessoas. Esse acréscimo reflete diretamente nas finanças municipais, pois é com base na quantidade de habitantes que o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é calculado e distribuído. Os valores são predeterminados em uma tabela do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

Na primeira estimativa do IBGE (antes da revisão), 447 Municípios teriam aumento de coeficiente e cinco perderiam. Depois dos recursos, houve uma pequena alteração: os Municípios que ganham coeficiente passam a ser 449. Os que perdem se mantiveram em cinco. Em 5.089 não haverá nenhuma mudança nos repasses do FPM.


Fonte: Dourados Agora

Veja também