TJ BANNER JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Cidades

Para tratar a covid, Cassems aumenta leitos de UTI em Campo Grande e Dourados

Anúncio foi feito pelo presidente Ricardo Ayache

25 junho 2020 - 20h11Por Thiago de Souza

A Cassems anunciou, nesta quinta-feira (25), que aumentou o número de leitos de UTI nas cidades de Campo Grande e Dourados. A medida se dá pelo aumento no número de casos de covid, sobretudo em Dourados. 

O anuncio foi feito pelo presidente da Caixa, o médico Ricardo Ayache, na presença do diretor-clínico do Hospital Cassems Campo Grande, Marcos Bonilha, além do diretor-administrativo, Alessandro Depieri. 

Conforme a assessoria da Cassems, o agravamento da pandemia do novo coronavírus foi decisivo para a medida nas duas cidades. Na capital, Ayache anunciou um aumento de 40%, o que significa 12 leitos a mais para o atendimento aos pacientes infectados pela Covid-19, passando dos atuais 30 leitos para 42 leitos.

Já em Dourados, cidade que sofre mais intensamente com a doença, a oferta de leitos de terapia intensiva será ampliada em 30%, passando de 15 para 20 leitos.  Os beneficiários da Caixa dos Servidores poderão contar com esse reforço a partir de segunda-feira (29).

Apesar da maior oferta de leitos, Ayache destacou que é necessário manter os cuidados de prevenção à doença. 

''É importante que se mantenha os cuidados de usar a máscara, higienizar corretamente as mãos, permanecer em casa se possível e, acima de tudo, fazer uso do distanciamento social como ferramenta primordial para o controle da pandemia, evitando aglomerações em locais públicos. Essas ações são de extrema importância para que possamos enfrentar essa situação'', orientou.

Hospital de Campanha 

Ainda no mês de março o Hospital Cassems de Campo Grande implantou um Hospital de Campanha com três consultórios e 30 leitos para atendimento ambulatorial dos pacientes que apresentarem sintomas do Covid-19. Nesse período a capacidade de leitos de UTI já havia sido ampliada em 50%, num total de 30 leitos. Além disso, ainda há a disponibilidade de três leitos de isolamento com câmara de pressão negativa, sendo distribuídos da seguinte forma: um no Pronto Atendimento, um na UTI Geral e um na UTI Cardio.