(67) 99826-0686

Passaredo começa nesta sexta voo de Dourados para Campo Grande

Voos regionais

2 JAN 2014
Caarapó News
18h41min
Divulgação

A partir de amanhã (3), a companhia aérea Passaredo inicia o primeiro voo ligando Dourados a Campo Grande. A frequência será de segunda a sexta-feira, saindo às 15h45 do município e retornando da capital sul-mato-grossense às 18h05.

A passagem pode ser comprada com antecedência por R$ 79,00. Assim, o custo de ida e volta entre as duas cidades, com a taxa de embarque na capital (Dourados não cobra) fica por R$ 172,50, o mesmo que se gastaria para ir de carro. Porém, enquanto o percurso de carro demora duas horas e meia por trecho, o de avião dura apenas 20 minutos.

 

Para o prefeito Murilo, o novo voo significa mais uma conquista para Dourados no processo de consolidação da cidade como pólo regional de transporte aéreo. Desde que era vice-governador do Estado, Murilo tem dado atenção especial ao aeroporto, dotando-o de infraestrutura para o desenvolvimento da aviação regional.

 

A nova operação facilita também os negócios entre Dourados e Campo Grande. Várias empresas da capital têm filiais em Dourados e vice-versa. O voo também favorece o turismo e os eventos. O gerente da base da Passaredo em Dourados, Charles Lipovieski, informa que o voo marca também a entrada da Passaredo em Campo Grande, empresa que opera ainda em Três Lagoas.

 

A ligação aérea de Dourados com Campo Grande havia sido perdida em abril do ano passado quando a Azul assumiu a Trip e concentrou os voos para Campinas. Esse voo da Passaredo era para ter começado no dia 14 de novembro, quando a empresa começou a ligar Dourados a São Paulo com dois voos diários. Mas as obras no aeroporto de Campo Grande atrasaram o processo.

 

Charles acredita que esse voo terá boa ocupação e bastante interesse do público da região. “As vendas das passagens ficaram um pouco estagnadas por causa do atraso do inicio da operação, mas assim que começarmos a voar as pessoas naturalmente vão começar a usar o serviço”, afirma o gerente. 

 

Fonte: Caarapó News

Veja também