Menu
segunda, 19 de outubro de 2020
Cidades

Posto de identificação central passa a atender em novo endereço

RG

10 fevereiro 2014 - 12h28Por Marcelo Villalba

Após a desativação do Shopping 26 de Agosto, que irá abrigar a cede do juizado central da Capital, o Posto de Identificação (PI), teve que procurar outro local para se instalar.  A partir desta segunda-feira (10), ele começou a atender em um novo endereço Marechal Rondon, 1.380, Centro, no 1º piso do Pátio Central Shopping.

Para retirar a primeira e segunda vias de identidade (RG), o agendamento continua sendo feito normalmente pela internet, segundo o diretor do Instituto de Identificação, Rubens Cyles Pereira. “Todos os agendamentos já feitos para a 26 de Agosto serão mantidos no PI do Pátio Central Shopping”, diz Cyles.

O telefone do Posto de Identificação continua o mesmo, ou seja, (67) 3384-3100. O acesso ao agendamento eletrônico pode ser feito a partir do endereço eletrônico http://servicos.sejusp.ms.gov.br/ . “Desse modo, a pessoa não precisa ficar em filas, comparecendo no posto de identificação somente no dia e horário agendados”, explica Wantuir Jacini, secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul.

 Na página de agendamento, o cidadão será informado da relação de documentos necessários para obtenção da identidade ou da segunda via, e receberá por e-mail a confirmação do agendamento, com data, hora, local e o protocolo de agendamento. Vale lembrar que a primeira via do RG é gratuita.

Leia Também

Brasil tem 271 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Geral
Brasil tem 271 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Fim do mistério: suspeito de cortar fios de internet no Leblon é preso por furto
Cidade Morena
Fim do mistério: suspeito de cortar fios de internet no Leblon é preso por furto
Peão morre oito dias após ser pisoteado por égua em Ribas do Rio Pardo
Cidade Morena
Peão morre oito dias após ser pisoteado por égua em Ribas do Rio Pardo
'Mucha plata': bolivianos são pegos com R$ 1,5 milhão na fronteira
Interior
'Mucha plata': bolivianos são pegos com R$ 1,5 milhão na fronteira