(67) 99826-0686
entregas

Profissionais do Mais Médicos iniciam capacitação na Capital

Mais Médico

29 OUT 2013
Ana Rita Chagas
12h00min
Foto: Geovanni Gomes

Profissionais que integram o Programa Mais Médicos do Governo Federal  iniciaram neste terça-feira (29) o período de capacitação para se interarem da situação da saúde no Estado. As aulas ocorrem na Escola de Saúde Pública Dr. Jorge David Nasser. 

De acordo com a articuladora do Ministério da Saúde para o Programa Mais Médicos em Mato Grosso do Sul, Maysa Brawn, o curso  atenderá um total de 22 profissionais que serão encaminhados para os municípios de Corumbá, Campo Grande, Tacuru, Mundo Novo, Ponta Porã,Japorã, Paranhos, Caracol e Bela Vista.


A equipe permanecerá na Capital até quinta-feira (31).  " A partir do dia 1° de novembro eles estarão atendendo nos municípios aos quais foram designados. Antes de vir para Campo Grande, esses profissionais também passaram por quatro capitais brasileiras perfazendo um ciclo de capacitações", disse Maysa.

Segundo Maysa Brawn, os profissionais estão em Campo Grande desde o último dia 26. "Essas capacitações que eles estão tendo são para que possam ter conhecimento da Língua Portuguesa, do Sistema Único de Saúde, bem como das principais doenças do país, além de conhecimento das áreas indígenas.  Os atendimentos serão destinados para as Unidades Básicas de Saúde da Família.

Atuação  - Para uma das médicas que compõe o quadro de profissionais,  Kelli Amarilha Lopes, de Ponta Porã, o processo de conhecimento permitirá uma maior abrangência de atuação. " Estou achando a experiência espetacular porque  as informações que estamos recebendo nos deixa seguros para desenvolver um trabalho preciso", ressalta a médica.

Segundo o médico cubano Leonardo Leon Ruiz, que atenderá no município de Tacuru, as experiências que teve em Cabo Verde e Venezuela servirão de apoio para executar o trabalho. " Acho muito importante atuar em comunidades, principalmente para a saúde da família. Acredito que a população está muito preocupada com essa questão", destaca Ruiz. 

Veja também