Menu
terça, 03 de agosto de 2021
Cidades

Programa governamental deve realizar obras em 16 parques nacionais

Meio Ambiente

29 novembro 2013 - 20h24Por Aline Oliveira

Na última quinta-feira (28), os ministérios do Meio Ambiente e do Turismo anunciaram investimentos para realização de obras de melhorias em 16 parques nacionais das cinco regiões brasileiras. Segundo os representantes do governo, o objetivo da ação que despenderá R$ 10,4 milhões é ampliar o uso público e sustentável das áreas protegidas entre 2014 e 2020.


As melhorias tem como objetivo atrair os turistas que participarão de grandes eventos realizados no país, como a Copa do Mundo 2014 e as Olímpiadas em 2016. O foco será divulgar as unidades de conservação espalhadas por todo território nacional. “É uma ação para identificar possibilidades de negócio turístico e do chamado uso público ampliado dos parques, além do que já está sendo feito hoje”, destacou a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

 

Para 2016, a previsão é oferecer cadeias produtivas de turismo e concessões de serviços turísticos em funcionamento nos parques do Rio de Janeiro, sede da Olimpíada. Até 2020, 69 parques nacionais brasileiros serão abertos à visitação. Conforma as estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), esses espaços têm capacidade de gerar, apenas com turismo, pelo menos R$ 1,6 bilhão por ano.

 

A priorização de ações e a disponibilização de recursos resultam no aumento do público. Em 2006, a visitação anual em todo o Brasil era de 1,9 milhão de pessoas. Atualmente, passa de 6 milhões o total de visitantes dos parques nacionais em território nacional. “A preocupação é consolidar as unidades de conservação para manter a biodiversidade, além de estimular a vocação de uso múltiplo para que a sociedade brasileira possa desfrutar”, avaliou Izabella.

 

A medida vai alavancar o ecoturismo no Páis. O ministro do Turismo, Gastão Vieira, afirmou que os investimentos poderão estimular a competitividade do turismo brasileiro. “O Brasil pode aproveitar os recursos da natureza para aumentar o número de pessoas que nos visitam”, explicou. “Estamos definindo as oportunidades de atrair investidores que queiram aplicar recursos nos parques e nos preparar para trazer mais conforto para os frequentadores.”


Confira os paques contemplados pelo programa federal:

 

Região Norte


Parque Nacional de Anavilhanas – Amazonas

Região Nordeste


Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – Maranhão
Parque Nacional de Jericoacoara – Ceará
Parque Nacional de Ubajara – Ceará
Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha – Pernambuco
Parque Nacional da Chapada Diamantina – Bahia

Região Centro-Oeste


Parque Nacional da Brasília – Distrito Federal
Parque Nacional da Chapada dos Guimarães – Mato Grosso
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Goiás

Região Sudeste


Parque Nacional da Serra do Cipó – Minas Gerais
Parque Nacional da Tijuca – Rio de Janeiro
Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Rio de Janeiro
Parque Nacional de Itatiaia – Minas Gerais/Rio de Janeiro

Região Sul


Parque Nacional do Iguaçu – Paraná
Parque Nacional de Aparados da Serra – Rio Grande do Sul/Santa Catarina
Parque Nacional da Serra Geral – Rio Grande do Sul/Santa Catarina

Leia Também

Pesquisa afirma que maioria acredita que governo de Bolsonaro é corrupto
Política
Pesquisa afirma que maioria acredita que governo de Bolsonaro é corrupto
Após inquérito Lula diz que instituições estão no caminho para corrigir insanidades de Bolsonaro
Política
Após inquérito Lula diz que instituições estão no caminho para corrigir insanidades de Bolsonaro
Na volta do recesso, deputados aprovam política de amparo e assistência à mulher vítima de violência
Política
Na volta do recesso, deputados aprovam política de amparo e assistência à mulher vítima de violência
Quer lançar Ayache ao governo: vereador Carlão diz que PSB 'não quer ser coadjuvante' em 2022
Política
Quer lançar Ayache ao governo: vereador Carlão diz que PSB 'não quer ser coadjuvante' em 2022