Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Cidades

Operação policial em MT apreende quadrilha que tentava aplicar golpe de R$ 30 mil

Estelionato

03 dezembro 2013 - 20h47Por Redação

O grupo preso nesta segunda-feira (2) pela Polícia Civil durante a Operação Liga da Justiça, nos municípios de Barra do Garças, Colniza e Porto Alegre do Norte, tentou aplicar um golpe de R$ 30 milhões em um banco de São Paulo, apontam as investigações da Polícia Civil. A quadrilha é acusada de falsificar matrículas de escrituras de propriedades para conseguir empréstimos e financiamentos em instituições financeiras.



A tentativa de fraude ocorreu no mês de novembro, em Barra do Garças, onde um corretor de imóveis e um bacharel em direito tentavam retirar o registro de imóvel de uma fazenda com mais de 9 mil hectares, usando documentos falsificados do dono da propriedade. A área seria o objeto da transação milionária. Os dois suspeitos foram presos. A polícia ainda investiga a participação de um funcionário de cartório no crime.



A casa do corretor de imóveis envolvido na tentativa de fraude foi alvo de busca e apreensão da polícia nesta segunda. Outros 11 mandados foram cumpridos e nove pessoas presas - oito tiveram mandado de prisão temporária expedido pela Justiça e uma foi presa por posse irregular de arma de fogo.



A organização criminosa, segundo a polícia, também usou a matrícula de um terreno em Barra do Garças para forjar a matrícula de uma área de 259 hectares em Porto Alegre do Norte. Com ela, o grupo conseguiu dois empréstimos em dois bancos diferentes, sendo um de R$ 314 mil e outro de R$ 316 mil.



Os presos são ainda acusados de envolvimento em quatro mortes - duas vítimas eram funcionários de uma fazenda em Colniza, cujos assassinatos teriam sido motivadas por uma disputa de terras. O bando teria também ligação com crimes de esbulho possessório de áreas rurais, nos quais a pessoa perde a posse de um bem de forma forçada.

 

Fonte:  24 H News

Leia Também

WhatsApp vai parar de funcionar em celulares antigos a partir de novembro
Geral
WhatsApp vai parar de funcionar em celulares antigos a partir de novembro
Rapaz procura polícia após ser removido de grupo no WhatsApp em Dourados
Interior
Rapaz procura polícia após ser removido de grupo no WhatsApp em Dourados
Frota xinga DJ Ivis de vagabundo e critica justiça por soltar agressor de mulher
Geral
Frota xinga DJ Ivis de vagabundo e critica justiça por soltar agressor de mulher
Dona cobra aluguel atrasado e casa pega fogo no Guanandi
Polícia
Dona cobra aluguel atrasado e casa pega fogo no Guanandi