GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
aguas 07/12 a 11/12
Cidades

Salas Digitais levam internet para moradores de assentamentos de MS

35,3% da população brasileira não tem acesso à Internet

27 agosto 2018 - 14h44Por Semagro

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que 35,3% da população brasileira não tem acesso à Internet. Na sexta-feira (25) o Governo de Mato Grosso do Sul contribuiu para que moradores de dois assentamentos saiam da estatística, através da inauguração de duas salas de Inclusão Digital.

Maria de Fátima, de 49 anos mora há 33 no assentamento Retirada da Laguna, no município de Guia Lopes da Laguna, e viu ansiosa a sala próxima do sítio onde mora ser inaugurada. Junto da filha, Maria Juliete de 19 anos, elas terão acesso à internet a partir de agora.

"Estamos na expectativa por essa sala, para poder aprender e desfrutar da internet que não chega até nós", disse Juliete que mora no sítio da família a 8 quilômetros da cidade e que não estuda há dois anos.

A mudança foi possível por meio do TecSocial, projeto do Ministério da Ciência e Tecnologia desenvolvimento em parceria com o Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e que está levando salas de inclusão digital para cinco assentamentos e quatro aldeias de Mato Grosso do Sul.

Nesta sexta-feira (24) foram inauguradas duas salas em assentamentos em Guia Lopes da Laguna e Bela Vista. O projeto consiste na instalação de telecentros, chamados na comunidade de sala digital, cada um equipado com 10 computadores para usuários e um para servidor de rede, TV de 32 polegadas, aparelho de DVD, roteador, mesas e cadeiras, quadro branco, impressora e monitores para orientar e organizar as turmas.

No assentamento Tupanceretan, município de Bela Vista, as 70 famílias estão a 20 km da cidade mais próxima e a internet é uma grande conquista de todos. Lá cerca de 60 alunos estudam em uma escola rural e agora vão poder usar a internet para ampliar seus conhecimentos.

Essa é a esperança da professora Neide Martins, que dá aula para alunos do 2° ao 9° ano do Ensino Fundamental. "Aqui quase ninguém tem acesso a internet e vamos poder apresentar esse mundo aos alunos, para aprofundar a pesquisa e mostrar novas possibilidades".

O prefeito de Guia Lopes, Jair Scapini, agradeceu o apoio do Governo do Estado de investir no município e melhorar a vida da população. "Fico muito feliz em participar dessa oportunidade dada aos moradores desse assentamento e mais ainda ao trabalho do Governo do Estado em viabilizar isso".

O professor da UFMS Alessandro Arruda é o coordenador geral do TecSocial e explica que o projeto faz parte de um projeto do Ministério da Ciência e Tecnologia, junto com outros dois recursos para incentivo à produção leiteira e de frutas. "Essas são uma oportunidade única de conectar essas pessoas ao mundo, daqui elas vão estar conectadas a milhares de oportunidades".

Na Semagro o projeto está na coordenação da Superintendência de Ciência e Tecnologia, sob direção do superintendente Rogério Beretta, que participou das inaugurações junto do secretário Jaime Verruck. “Hoje a internet é fundamental e daqui, quase que dentro de casa, essas pessoas poderão emitir notas, acessar serviços, resolver vários problemas além de estudar e aprender”, destaca o secretário titular da Semagro.

O governo ainda constrói ou prepara a sala onde os equipamentos serão instalados, pois precisa ter a temperatura refrigerada por condicionador de ar. “O acesso à internet se dá por meio de antena instalada pelo Ministério das Comunicações e os monitores são pessoas escolhidas na comunidade que recebem treinamento e bolsa”, explicou o coordenador de Políticas de Ciências, Tecnologia e Inovação da Semagro, Valdecir Alves da Silva.