Menu
quarta, 28 de outubro de 2020
Cidades

Shopping 26 de Agosto é declarado de utilidade pública e governo desapropria prédio

Fracasso

16 dezembro 2013 - 15h29Por Carlos Guessy

O empreendimento Shopping 26 de Agosto, em Campo Grande, teve a área declarada de utilidade pública nesta segunda-feira (16) pelo Decreto “E” n° 32 e pode ser desapropriado segundo publicação do Diário Oficial do Estado.

O Tribunal de Justiça do Estado está autorizado a promover a desapropriação em nome do Estado ou mediante convênio com a Procuradoria-Geral. O Estado de Mato Grosso do Sul também poderá invocar caráter de urgência na desapropriação.

A assessoria de comunicação do Governo não soube explicar o motivo do decreto autorizando a desapropriação do lugar nem qual seria o possível uso do imóvel.

Prédio Fantasma

No final de março desse ano, o proprietário do empreendimento, Rubens Saad anunciou a venda do prédio por R$ 50 milhões. Ele espera atrair uma rede de supermercado para o espaço. “Torço para que seja um grande supermercado”, afirmou, à época, Rubens Saad. Para ele, o ideal seria manter as lojas no pavimento superior e o supermercado no térreo.

Com investimento de R$ 25 milhões, o shopping apostou na linha popular, com produtos importados da China. O espaço também abriga o Posto de Identificação Central de Campo Grande e uma agência dos Correios. Na inauguração, em setembro de 2011, 320 das 550 lojas funcionavam no local.

Leia Também

Deu ruim: dupla tenta jogar drogas em presídio e um é baleado; assista
Polícia
Deu ruim: dupla tenta jogar drogas em presídio e um é baleado; assista
Dupla patrocinada pelo TopMídiaNews vence torneio de vôlei de praia em Cuiabá
Top Esporte
Dupla patrocinada pelo TopMídiaNews vence torneio de vôlei de praia em Cuiabá
Conveniência é invadida pelo telhado, ladrão 'enche o bolso' e foge
Polícia
Conveniência é invadida pelo telhado, ladrão 'enche o bolso' e foge
Motorista de app cobra em dobro e passageiro alerta: 'uma hora a gente se encontra'
Cidade Morena
Motorista de app cobra em dobro e passageiro alerta: 'uma hora a gente se encontra'