Menu
quarta, 27 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Cidades

Suspeita de bomba era, na verdade, secador de cabelo e rádio

Alarme Falso

26 fevereiro 2014 - 11h13Por Schimene Weber

Os policiais da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) envolvidos na operação da manhã de hoje nos Correios constataram que o alarme falso de bomba foi, na verdade, provocado por um secador de cabelo e um rádio de pilha.

Conforme informações do tenente Ronaldo Moreira, a Polícia Militar de Ponta Porã, local de procedência do pacote que causou pânico, entrou em contato com a remetente que, por sua vez, autorizou a abertura do pacote onde foi constatado o engano. Os aparelhos seriam encaminhados para a irmã da mulher, que mora no Pará.

A agência dos Correios já foi liberada e os funcionários puderam voltar aos trabalhos. Ainda de acordo com o tenente, apesar da suspeita não ter sido confirmada, a ação foi uma medida de prevenção, para garantir a segurança dos funcionários e da população em geral.

Caso - Desde as 7h desta quarta-feira, aproximadamente 100 funcionários estavam do lado de fora da agência, por conta da suspeita de bomba constatada pelo sistema de segurança da empresa.


Conforme já foi noticiado pela equipe de reportagem do TopMídia News, o sistema flagrou um pacote com um barulho suspeito e, por isso, o alerta foi dado e a Polícia foi acionada para comparecer ao local. 

Leia Também

Autor de Vale Tudo: Gilberto Braga morre aos 75 anos
Geral
Autor de Vale Tudo: Gilberto Braga morre aos 75 anos
Multidão aglomera em funerária na espera de ressurreição de pastor
Geral
Multidão aglomera em funerária na espera de ressurreição de pastor
CPI aprova relatório final e acusa Bolsonaro de nove crimes
Política
CPI aprova relatório final e acusa Bolsonaro de nove crimes
Mãe que deixou filha ser abusada por padrasto tem pena reduzida em Nova Alvorada do Sul
Interior
Mãe que deixou filha ser abusada por padrasto tem pena reduzida em Nova Alvorada do Sul