Menu
terça, 27 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Cidades

TCE-MS aplica R$ 9,5 mil em multas por contratações irregulares

A Sessão foi presidida pelo conselheiro Iran Coelho das Neves

14 dezembro 2016 - 09h37Por TCE-MS

Em Sessão realizada na tarde desta terça-feira (13), no Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE/MS), os conselheiros analisaram um total de 113 processos, sendo: 111 regulares e 02 irregulares. Aplicaram multas aos gestores públicos que somaram um total de 390 Uferms (R$ 9.512,10).

A Sessão foi presidida pelo conselheiro Iran Coelho das Neves e composta pelo conselheiro Osmar Domingues Jeronymo e pela conselheira Marisa Serrano, juntamente com o procurador Geral Adjunto do Ministério Público de Contas, João Antônio de Oliveira Martins Júnior.

Iran Coelho das Neves

Ao conselheiro coube analisar 38 processos, sendo que: 37 foram regulares e um irregular. O processo TC/119417/2012, versam o presente autos sobre o exame do procedimento licitatório desenvolvido na modalidade de Pregão Presencial nº097/2012, celebrado entre a prefeitura municipal de Três Lagoas, tendo como ordenadora de despesas, Márcia Moura, e a empresa Flávio Garcia Pereira – EPP, cujo objeto do certame é o fornecimento de medicamentos para distribuição gratuita e atendimento de liminar.

O conselheiro votou pela irregularidade e ilegalidade do procedimento licitatório desenvolvido na modalidade de Pregão Presencial nº097/2012, em face do defeito na instrução processual representado pelo não encaminhamento dos documentos relativos ao procedimento licitatório, e por fim pela aplicação de multa no valor equivalente a 60 Uferms R$(1.463,40), imputada a Márcia Moura, por grave infração à norma legal, representada pelo não encaminhamento de documentos relativos ao procedimento licitatório.

Marisa Serrano

Sob a relatoria da conselheira ficou um total de 55 processos, todos regulares. O processo TC/3672/2015, refere-se à nota de Empenho nº1824/2014, pela modalidade de Pregão Eletrônico nº013/2014, celebrada entre a Fundação Serviço de Saúde de Mato Grosso do Sul, e a empresa Hospfar Indústria e Comércio de Produtos Hospitalares Ltda., cujo objeto é a aquisição de medicamentos básicos de ata.

A conselheira declarou a regularidade da formalização da Nota de Empenho nº1824/2014 e pela regularidade da execução físico-financeira da Nota de Empenho nº1824/2014, e ainda pela aplicação de multa regimental no valor de 30 Uferms R$(731,70), responsabilizando ao ordenador de despesas, Rudiney de Araújo Leal, ex-diretor-presidente da Fundação Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul, pela não remessa de documentação obrigatória ao Tribunal de Contas.

Osmar Domingues Jeronymo

De acordo com o relatório do conselheiro, ficaram 20 processos, sendo que 19 foram regulares e um irregular. No processo TC/22392/2012, trata-se do exame de regularidade, nos termos do art. 120, II e III, do Regimento Interno deste Tribunal de Contas, aprovado pela Resolução Normativa, TC/MS nº76, de 11 de dezembro de 2013, da formalização e do teor do Contrato nº47/2012, celebrado entre o município de Caarapó, por meio do Fundo Municipal de Assistência Social e do Fundo Municipal de Saúde, e a empresa Rei Distribuidora de Alimentos Ltda ME, e da execução financeira do objeto contratado 3º fase, constando como ordenadores de despesas, Mateus Palma de Farias, Evinei Arce da Silva Oliveira e o Ireu Natal Barros, ex-prefeito e ex-gestores, respectivamente.

O conselheiro votou pela irregularidade e ilegalidade da execução financeira do Contrato nº47/2012, e pela aplicação de multa no valor total de 30 Uferms (R$731,70), aos responsáveis e ordenadores de despesas à época, sendo 10 Uferms para, Mateus Palma de Farias, 10 Uferms para Evinei Arce da Silva Oliveira e 10 Uferms para Irel Natal Barros, em razão da irregularidade na prestação de contas, por ausência da anulação do empenho não utilizado.

Após publicação no Diário Oficial Eletrônico do TCE-MS, os gestores dos respectivos órgãos jurisdicionados poderão entrar com pedido de recurso, revisão e/ou reconsideração, conforme os casos apontados nos processos.

Leia Também

Receita Federal leiloa vibrador e masturbador com lance mínimo de R$ 260
Geral
Receita Federal leiloa vibrador e masturbador com lance mínimo de R$ 260
Senador posta meme de Bolsonaro andando de skate ao lado da 'Fadinha Rayssa'
Geral
Senador posta meme de Bolsonaro andando de skate ao lado da 'Fadinha Rayssa'
Bolsonaro diz que o vice-presidente Mourão é igual cunhado: 'tem que aturar'
Geral
Bolsonaro diz que o vice-presidente Mourão é igual cunhado: 'tem que aturar'
Greve de caminhoneiros contra Bolsonaro fracassa e 'vira piada' na maior parte do País
Geral
Greve de caminhoneiros contra Bolsonaro fracassa e 'vira piada' na maior parte do País