Menu
terça, 11 de agosto de 2020
Cidades

Transtorno e situação caótica no Jardim Paradiso

Caos

12 novembro 2013 - 11h20Por Schimene Weber

Um dos bairros mais prejudicados pela destruição da chuva que atingiu a Capital na noite de ontem (11) e na madrugada de hoje (12), foi o Jardim Paradiso, localizado atrás do Comper Hyper Center, na R. Dr. Euler de Azevedo. Segundo moradores, a força da água fez com que a enxurrada invadisse casas e destruísse o patrimônio de diversas famílias.

Agora pela manhã, os moradores da região realizaram um mutirão de limpeza e solidariedade para calcular o estrago e tentar salvar alguns objetos danificados. 

A moradora da rua Youssif Abdulahad, Tatiana Campos, 30, disse que apesar de há pouco tempo morar na região, é a primeira vez que isso acontece. "Eu moro aqui há um mês, mas é a primeira vez que eu vejo um estrago desses acontecer. De todo o bairro, a nossa foi a rua mais destruída", disse. Ela relatou o momento em que a chuva começou a ficar mais forte. "Mais ou menos às 20h30, eu e meu marido ouvimos um estrondo, que era o muro do nosso vizinho caindo... Ele estava preso com a filha de oito anos, e nós fomos socorrer com uma serrinha para arrancar a janela, porque a água já estava batendo no joelho dos dois. O estrago foi tão feio que a geladeira dele foi parar no terreno da frente", explicou.

Francisco Cândido, de 33 anos, é auxiliar de obras e confirma a afirmação de Tatiana, mas complementa que a lama é um problema contínuo que os moradores do bairro enfrentam. "Nós nunca vimos uma destruição tão grande assim, mas a lama, quando chove, sempre acaba parando aqui, porque a rua é um buraco, como se fosse uma vala", relatou.

Chuva - De acordo com a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, o volume de água que caiu em todo estado entre às 17h10 de segunda-feira (11) e às 2 horas desta terça-feira (12) foi de 96.2 mm. Conforme a Defesa Civil, o volume esperado para o mês é de 175 mm.

Leia Também

TJ diz que recursos de reprovados em concurso da Polícia Civil viraram 'farra'
Cidades
TJ diz que recursos de reprovados em concurso da Polícia Civil viraram 'farra'
De base e oposição: políticos de MS se unem contra tratamento com ozônio no ânus
Política
De base e oposição: políticos de MS se unem contra tratamento com ozônio no ânus
Enquanto te pedem pra ficar em casa, curtem a vida na Europa e fazem academia
Tema Livre
Enquanto te pedem pra ficar em casa, curtem a vida na Europa e fazem academia
Lei municipal inclui nove serviços como essenciais e não podem parar na pandemia
Cidade Morena
Lei municipal inclui nove serviços como essenciais e não podem parar na pandemia