Menu
terça, 27 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Cidades

Luto não tem partido: políticos de MS lamentam morte de Bruno Covas

Prefeito de São Paulo morreu aos 41 anos, de câncer

16 maio 2021 - 15h44Por Rayani Santa Cruz

Políticos de Mato Grosso do Sul lamentaram a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), nas redes sociais. Covas morreu às 8h20 deste domingo (16), aos 41 anos, em São Paulo.

Covas lutava contra um câncer no sistema digestivo desde 2019. Ele teve metástase nos ossos e no fígado. Covas Deixa o filho Tomás, de 15 anos.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, disse que o  domingo começou triste. "Perdi um amigo! Fui deputado junto com Bruno Covas, que desde muito jovem herdou do avô, Mario Covas, as melhores qualidades de um grande líder político: franco, direto, sério e sem fazer concessões  as práticas negativas de alguns. Em uma partida prematura, a batalha contra o câncer nos levou um dos mais promissores políticos dessa nova geração. Que  descanse em paz, que sua família encontre o conforto nesse momento de dor."

“Siga em paz @brunocovas fica para nós seu legado, liderança e dedicação ao povo de SP! #RIPBrunoCovas”, disse o deputado Dagoberto Nogueira, do PDT. 

A deputada federal Rose Modesto, que também é tucana, prestou solidariedade a toda família de Bruno. “Recebi com pesar a notícia da morte de Bruno Covas. Jovem e cheio de esperança, ele nos deixa muito cedo. Foi um grande guerreiro. Me solidarizo com os familiares, em especial, Tomás, que perde o pai para essa doença terrível. Que Deus possa confortá-los nesse momento de dor."

A senadora Soraya Thronicke, do PSL, lamentou que, além da perda a família de Covas, ainda precise enfrentar o ambiente hostil que se instalou em São Paulo. “Que Deus abençoe e conforte a família de @brunocovas. Não bastasse a perda,ainda precisam enfrentar um ambiente hostil. Deus está acima de todos, sem distinção. Respeito mútuo é o mínimo que precisamos ter em uma sociedade civilizada. Há limite para tudo.”

                                                         

(Políticos de MS lamentaram morte do prefeito de São Paulo Bruno Covas. Foto: Reprodução Twitter)

O senador Nelsinho Trad afirmou que, como líder do PSD, lamenta a morte e se solidariza com a família. “Me solidarizo com os familiares, amigos, tucanos e eleitores de @brunocovas. O prefeito de SP disse, ao descobrir que estava com câncer: 'É um soco na cara'!  Hoje, é muito triste para todos saber que não resistiu a essa doença. Meus sentimentos.”

Já Delcídio do Amaral, presidente regional do PTB, lembrou que o país além de Covas, perde também a atriz Eva Wilma. “Faleceu hoje, aos 87 anos, Eva Wilma, uma das maiores estrelas da dramaturgia brasileira. O pai de Eva Wilma era o alemão Otto Riefle Jr., um metalúrgico que veio para o Brasil trabalhar (continua) #EvaWilma #Historia #biografia.”

A senadora Simone Tebet (MDB) afirmou que Bruno sempre possuía mensagem de paz no mundo político. “Bruno Covas, um lutador incansável pela vida. Sua voz tinha a cadência da paz. Deixou-nos, além dos melhores ingredientes, o modo de fazer a necessária harmonia. Que Deus o receba com o abraço do dever cumprido e conforte a família e os amigos.”

A ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina, lembrou que Bruno foi colega de parlamento e registrou pesar. “Quero registrar meu pesar pelo falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas. Foi meu colega na @camaradeputados. SP perde um líder jovem e comprometido. Meus sentimentos ao filho, Tomás, familiares e amigos. Descanse em paz!”.

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também prestou condolências a família de Covas. “Tristeza.@brunocovas, meu colega de Legislatura, homem público de valores, íntegro. Lutou o bom combate. Que possa descansar em paz após essa batalha. E que Deus conforte o coração dos familiares e amigos.”

Leia Também

Joice Hasselmann insiste em 'atentado' e diz que não terá mesmo destino de PC Farias
Geral
Joice Hasselmann insiste em 'atentado' e diz que não terá mesmo destino de PC Farias
Servidores são impedidos de almoçar e até ficar dentro de Emei de Campo Grande
Cidades
Servidores são impedidos de almoçar e até ficar dentro de Emei de Campo Grande
CPF cancelado: garçom reage a assalto e suspeito morre com um tiro no RJ
Geral
CPF cancelado: garçom reage a assalto e suspeito morre com um tiro no RJ
Oficial: Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil
Política
Oficial: Ciro Nogueira aceita convite de presidente para chefiar Casa Civil