TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Cidades

UFMS mantém aulas on-line até o final do semestre para evitar covid-19

Ainda não há previsão de retorno presencial

06 maio 2020 - 15h34Por Nathalia Pelzl

A UFMS  (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) prorrogou as aulas on-line até o final do semestre 2020/1. Antes disso, a instituição havia informado que o sistema de tele aulas seguiria até dia 11 de maio.

O MEC (Ministério da Educação) ainda deverá avaliar e autorizar a medida, no entanto, a decisão segue as orientações dos órgãos sanitários referente ao distanciamento social e a garantia do direito à educação superior para os jovens universitários, como preconizado pelo CNE (Conselho Nacional de Educação), no parecer n° 5/2020.

A portaria publicada hoje permite a continuidade das turmas, determina um estudo relativo à extensão do calendário até 1º de agosto, para que atividades possam ser finalizadas pelas unidades que assim necessitarem, protege os estudantes, garantindo o percurso no ensino superior, autoriza a concessão de auxílios para atendimento dos estudantes vulneráveis e, caso, apesar de todas as medidas adotadas, esse momento seja impactado por variáveis externas à UFMS, a Universidade ainda permitirá a alteração de matrícula até dia 1º de junho.

“Esse é um momento difícil para a humanidade, mas é um momento único em que devemos seguir pelo caminho da união e do entendimento. Nossa equipe de professores e técnicos é maravilhosa, está se esforçando imensamente, estamos trabalhando muitas vezes mais, assim como nossos estudantes também estão se dedicando muito mais. Estamos demonstrando a importância da Universidade Pública, do cuidar das pessoas. A sociedade tem percebido que o investimento que a UFMS recebe tem sido retribuído com ciência, formação cidadã e consciente, sempre baseado na ciência e nas decisões pautadas por indicadores e gestão de risco”, afirma o reitor Marcelo Turine.

Todas as decisões foram baseadas ao avaliar a infraestrutura de tecnologia da UFMS, o acesso pelos professores e estudantes, o andamento de cada disciplina e as ações para atendimento daqueles em dificuldades.