Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Cidades

Vigilantes fazem manifestação no Centro da Capital

Protesto

06 março 2014 - 10h15Por Anna Gomes

Uma manifestação tomou a frente dos bancos na manhã desta quinta-feira (6), quando o grupo de vigilantes, decidiram reivindicar melhorias salariais da categoria. O Sindicato dos Vigilantes, suspendeu o transporte de valores e a segurança dos estabelecimentos até o meio dia.

As principais reivindicações são: aumento de 9% para todos os trabalhadores. Aumento no ticket alimentação para R$ 400 para os trabalhadores com carro forte e ticket de R$ 15 por dia trabalhado para os agentes patrimoniais. Além disto, a categoria pleiteia jornada de 44h semanal e que o excedente seja computado como hora extra e não mais incluído no bando de horas.

Segundo o Presidente do Sindicato do Vigilantes, Celso Adriano Gomes Rocha, caso as negociações com os patrões no período da tarde não tenha uma solução satisfatória para a categoria, na sexta-feira (7) mesmo será publicado o edital com a convocação para uma greve.

De acordo o diretor de relações sindicais, Benício Pereira Faustini, algumas agências bancárias ficaram fechadas devido a falta de segurança. " É uma Lei Federal, não podemos abrir e colocar a vida de clientes e dos trabalhadores em risco", afirma Benício.

Em Mato Grosso do Sul, são oito mil vigilantes. Na Capital, são 1.800. 80% dos trabalhadores participaram da manifestação em Campo Grande.

Leia Também

'Olha ele, olha ele': Ricardo Salles chama Rodrigo Maia de 'Nhonho'
Geral
'Olha ele, olha ele': Ricardo Salles chama Rodrigo Maia de 'Nhonho'
Vídeo: Pedro Kemp surta, xinga e agride candidata à vereadora pelo PT
Cidade Morena
Vídeo: Pedro Kemp surta, xinga e agride candidata à vereadora pelo PT
Candidatos destacam servidores públicos, transporte e saúde em horário eleitoral da noite
Cidade Morena
Candidatos destacam servidores públicos, transporte e saúde em horário eleitoral da noite
Réu por matar e sumir com corpo de Grazi vai à Júri popular em Campo Grande
Cidade Morena
Réu por matar e sumir com corpo de Grazi vai à Júri popular em Campo Grande