(67) 99826-0686

Sem as mãos: máquina que extrai esperma e facilita doação em hospitais

O paciente pode controlar a velocidade, a força, a frequência, a amplitude e a temperatura do equipamento

25 JUL 2019
Da redação/Metrópoles
07h34min
Foto: Reprodução/Metrópoles

Os homens que têm vergonha de se masturbar em hospitais para doação de esperma já contam com um novo aliado. Trata-se de uma máquina que realiza toda a operação sozinha. O equipamento conta com um bocal lubrificado, onde é introduzido o pênis, e, ao acioná-lo, começa toda aquela movimentação já conhecida pelos homens.

O paciente pode ainda controlar a velocidade, a força, a frequência, a amplitude e a temperatura. Depois de ejacular, a máquina recolhe o líquido e uma pessoa o recolhe para exames ou para o banco de doação.

Segundo a empresa chinesa que vendo a máquina, criada em 2012, a intenção era de estimular os chineses a doarem esperma e aumentar o banco de doação. No entanto, com o sucesso, começaram a exportar o equipamento para o mundo todo. Já foram vendidas cerca de 10 mil unidades.

“Os hospitais, geralmente, não providenciam nenhum tipo de estímulo ou equipamento. Isso torna a coleta do esperma mais difícil. Para atender a demandas clínicas, inventamos esse extrator de esperma automático, que também é fácil de usar”, contou o inventor e presidente do Centro de Tecnologia e Ciência Médica Jiangsu Sanwe. O equipamento já foi exportado para os EUA, Alemanha, Rússia e França. Não há hospitais brasileiros na lista dos que usam a máquina.

Veja também