TCE Julho  17 a 19/07 e 22 a 25/07
(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Hackers divulgam dados privados de milhões de usuários do Snapchat

Vazamento

3 JAN 2014
Estadão
16h39min
Foto: Reprodução

Depois de ver sua criação ser hackeada, com direito à divulgação dos dados privados de 4,6 milhões de usuários, o fundador e CEO do Snapchat, Evan Spigel, veio à público falar sobre o incidente, em uma rara entrevista.


“Negócios de tecnologia estão sempre sujeitos a serem hackeados”, disse Spiegel em uma entrevista pré-gravada no programa “Today”, da emissora norte-americana NBC. “É por isso que você precisa trabalhar realmente duro com especialistas em segurança, para ter certeza que você está prestando atenção quanto à sua segurança”.


Quando questionado sobre o aviso que recebeu do grupo hacker “white hat” (que supostamente trabalham para o bem da sociedade) Gibson Sec., em agosto, sobre a falha de segurança, Spiegel disse que, na época, acreditava ter feito o que era possível. “Num negócio como esse, que muda tão rápido, se você gastar seu tempo olhando para trás você vai acabar se matando”, disse.


Ao longo de toda a entrevista, Spiegel não pediu desculpas em nenhum momento aos usuários do Snapchat, programa que foi eleito o “app do ano” em 2013 e que negou uma proposta de compra do Facebook por US$ 3 bilhões. A postura não foi vista de forma positiva pela imprensa americana.


Uma das razões do sucesso do Snapchat é a sua efemeridade: ao contrário de seus concorrentes, que guardam históricos de mensagens, ele autodestrói as conversas trocadas pelos usuários a partir de um tempo determinado.

Veja também