ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07
COLUNA

Tiro Livre

Como Lula, Odilon não sabe de nada sobre visitas e denúncias

Muitas perguntas e poucas respostas do ex-juiz federal

23 OUT 2018
Vinícius Squinelo
09h00min

Além de estarem em partidos contrários a Jair Bolsonaro, Odilon de Oliveira e o ex-presidente Lula tem muito mais em comum do que se imagina. A principal é a ação do ‘não sei de nada’, quando confrontados com denúncias e casos, no mínimo, cabulosos.

Como Lula, Odilon é nordestino e buscou melhores oportunidades fora da região de nascimento – uma linda região diga-se de passagem. Um virou sindicalista na grande São Paulo, de onde chegou à presidência, enquanto outro fez longa carreira jurídica em Mato Grosso do Sul, onde hoje tenta chegar também ao auge regional da política: o cargo de governador do Estado.

E é justamente no fim de suas carreiras, um como presidente e outro como juiz, que as polêmicas e a síndrome do esquecimento se ressaltam e assemelham. Lula foi alvo de diversas denúncias, a mais famosa o caso tríplex. Já Odilon foi acusado pelo próprio assessor de até vender sentenças.

A resposta dos dois foi basicamente a mesma. Negar até a onde deu. “Não sabemos de nada”. De início, Odilon sequer reconheceu que tinha prestado depoimento sobre as denúncias de Jedeão de Oliveira, seu parente e ex-assessor, no Ministério Público Federal. Só depois de relevados até vídeo foi que o ex-juiz saiu pra ofensiva e acusou o ex-braço-direito.

Depois o polêmico encontro entre filho e André Puccinelli, misteriosamente no mesmo dia que, horas depois, o MDB do italiano declarou apoio ao PDT de Odilon. Novamente, o ex-juiz preferiu afirmar que pouco sabia e que ‘nada’ tinha a ver com a aliança. Depois se retratou, e afirmou que o filho foi dar apenas um parecer jurídico a Puccinelli e o filho.

Assim, o ex-juiz prefere ir caminhando. Com muitas acusações contra oponentes, mas poucas explicações pra sociedade civil. Com certeza, há algo de Lula nele...

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com
(fotos de capa: André de Abreu e Deivid Correia) 

Veja também