ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07
COLUNA

Tiro Livre

Coronel David: o homem que deixou de ser um governador para Bolsonaro

Ah, se arrependimento matasse!

18 OUT 2018
Vinícius Squinelo
09h21min

Candidato e um dos principais aliados de Jair Bolsonaro em Mato Grosso do Sul, Coronel David pode ter perdido a grande chance política da vida ao não acreditar na própria sorte e no projeto do coronel. Hoje, com o tsunami Bolsonaro, David poderia tranquilamente, pelo menos, estar no segundo turno como candidato ao Governo. Não quis, e quem perde é o capitão!

Pra não dizer que sou engenheiro de obra pronta – aquele que comenta só depois do fato consumado – nesta mesma coluna veiculamos, ainda em janeiro deste ano, que o coronel seria um bom nome para a disputa ao Governo de MS (leia mais aqui).

Ainda no começo deste ano, alas políticas ainda não alinhadas a candidaturas naquele momento, como o PTB, veiculavam fortemente uma quarta via ao Governo, saindo de André Puccinelli, Odilon de Oliveira e Reinaldo Azambuja. O nome de David ganhou força, mas ele mesmo declinou da ideia e decidiu ser ‘apenas’ candidato a deputado estadual.

Ah, se arrependimento matasse! Vendo o furacão político que Bolsonaro fez em Mato Grosso do Sul, o coronel pode hoje estar se perguntando se não teria chances de ganhar o cargo mais prestigiado da política regional. 

Vendo os dois atuais candidatos, no segundo turno, disputando a tapas o apoio de Bolsonaro – que acabou ficando com Azambuja – não é difícil imaginar que Coronel David teria sim chances. Mas, não deu né, e hoje ele segue o capitão no apoio a Reinaldo.

A vida é feita de escolhas, e nessa o deputado estadual eleito parece que não se deu muito bem. É do jogo, mas a chance não deve aparecer uma segunda vez...

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com

(foto de capa: André de Abreu)

Veja também