(67) 99826-0686
COLUNA

E agora?

Rotinas e atualidades que você gostaria de perguntar para seu advogado.

Facilidade X Precaução O Mercado Digital e seus riscos ao consumidor

Durante o auge da guerra fria em 1969, os militares criaram uma ferramenta poderosa, que viabilizaria a comunicação de vários computadores ao mesmo tempo. Esse sistema denominava-se como ARPANET, atualmente conhecida como INTERNET.

20 AGO 2019
Bruno Casanova Lima
09h22min

                                      “FACILIDADE X PRECAUÇÃO”

O MERCADO DIGITAL E SEUS RISCOS AO CONSUMIDOR.

 

 

Durante o auge da guerra fria em 1969, os militares criaram uma ferramenta poderosa, que viabilizaria a comunicação de vários computadores ao mesmo tempo. Esse sistema denominava-se como ARPANET, atualmente conhecida como INTERNET.

Com intuito de expandir a comunicação em solo americano, os militares resolveram aprofundar essa rede, logo o sistema ARPANET estaria sendo utilizado em universidades, órgãos governamentais e institutos de pesquisas restritos ao território americano.

Nos anos 80, empresas americanas enxergaram no meio eletrônico uma oportunidade de ampliarem o comércio e facilitar a relação de compra e venda no mercado.

Com computadores específicos para essa finalidade, o mercado americano      aprofundava-se, e apostavam na oportunidade de expandir o livre comércio fora de solo americano.

Lentamente, empresas demonstravam seus produtos na internet, com intuito de fomentar o interesse do consumidor e se locomover a loja para realizar a compra do produto anunciado.

Com o passar do tempo, esse tipo de comércio, conquistou rapidamente a confiança de consumidores.

E com a criação de protocolos de segurança virtual – HTTPS e programas contra hackers, as empresas começaram a transmitir segurança e confiança para os consumidores, no ato da compra no mercado digital.

Atualmente, o mercado digital oferece ampla facilidade, formalizando, desde as diversas opções de produtos, a livre escolha de optar pelo local da compra. Não há preocupação com a localidade do fornecedor ou empresa que oferece o produto e a facilidade e vantagem de receber o produto em casa, são algumas das vantagens do mercado digital.

Contudo, caros consumidores, devemos nos alertar em compras e nas contratações de alguns serviços oferecidos no mercado digital.

Ao realizar a contratação ou compra de um produto ou serviço via internet, raramente temos a opção de modificar o contrato daquele serviço, isso denomina-se como contrato de adesão, nesses casos o contrato é feito de maneira unilateral já que o consumidor não tem como discutir as cláusulas ou solicitar alterações.

A singularidade na criação desses contratos por parte das empresas, em diversos casos, traz cláusulas abusivas, e ferem diretamente o direito do consumidor.

Podemos demonstrar como exemplo, a contratação de um plano de telefonia móvel, que fixado um valor no ato da contratação, e passado alguns meses, o valor altera-se sem o consentimento do consumidor.

A pesquisa, voltada na busca do produto e histórico do vendedor/fornecedor, sempre será o primeiro passo para obter confiança sobre a adesão do produto, comparar preços com outros sites com a mesma finalidade de produto, desconfiar de preços muito abaixo do normal, e sempre após o pagamento, solicitar comprovante de compra do produto, em caso de compras na internet, buscar sempre salvar o comprovante, seja por meio disponibilizado pelo site do vendedor ou adquirido via fatura de cartão, o comprovante de compra é sua garantia de buscar seus direitos, caso tenha problemas relativo a compra.

Diante disso, devemos nos alertar com quem contratamos e adquirimos no mercado digital, que veio com intuito de facilitar e viabilizar positivamente a relação de compra e venda digital, mas que infelizmente, diante da má-fé de seus usuários, acarreta desrespeito ao Direito do Consumidor e problemas aos consumidores.

 

BRUNO CASANOVA LIMA   –   Suporte Jurídico no escritório Resina & Marcon   –   Bacharel em Direito pela Faculdade Mato Grosso do Sul (FACSUL)    –   e-mail: brunolima@resinamarcon.com.br

 

 

 

 

Veja também