(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08
COLUNA

Tiro Livre

Forte ou fraca, manifestação mostrou uma realidade: Bolsonaro já virou partido no País!

Na real, pouco interessa se foi uma gigantesca massa ou não, o que importa é o significado deste domingo

27 MAI 2019
Vinícius Squinelo
08h51min

Pela segunda vez na história democrática brasileira, um presidente convocou a população às ruas, direta ou indiretamente. Se na primeira tentativa, Fernando Collor teve um resultado contrário ao que esperava, nessa podemos dizer que Jair Bolsonaro saiu no 0 a 0.

E não adianta dizer que o presidente ‘não chamou o povo às ruas’, enquanto declarações e as redes sociais de Bolsonaro dizem por si só. Sem contar o comparativo com outra manifestação, dos estudantes, quando o presidente chegou a chamar quem estava protestando de ‘idiota útil’.

Porém, vamos aos fatos. Se a manifestação não foi um fiasco como a esquerda torcia, tão pouco foi um sucesso retumbante como esperado pelo bolsonarismo. Vale observar contudo que, sem apoio nenhum, os aliados do presidente colocaram pessoas nas ruas em 24 Estados e no Distrito Federal.

Isso sem apoio do MBL e de movimentos ‘populares’, como aqueles que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff. A lição é simples, o bolsonarismo, por si só, já é um partido político.

Pode não ter 40 ou 50% de votos, com certeza não. Mas, é uma força política que não pode mais ser descartada no País, assim como Lula foi no passado.

Tal fato, obviamente, não resolve os problemas práticos do País. Mas, diferente do que muitos pregam, mostra que – felizmente ou infelizmente – Jair Bolsonaro ainda tem gasolina no tanque.

Gostou? Curta, comente e compartilhe! Quer enviar críticas, xingamentos ou boas ideias: mande para o e-mail vinisquinelo@gmail.com

Foto: Wesley Ortiz

 

Veja também