(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08
COLUNA

Top Play

Games, geeks, diversão e muito mais

Google Yeti: o videogame do Google está chegando?

Boatos sobre videogame do Google ganham força após vazamento de suposto controle

11 MAR 2019
Pé Grande
14h13min

O projeto Yeti está sendo debatido a uns dois anos. 

Nada de oficial, mas rumores indicam várias movimentações do Google que sugerem que estão fazendo um console e controle, e considerando o tamanho da empresa, muita gente está ansiosa esperando alguma confirmação. 

Esta semana, vazarem imagens do que pode ser o controle do Google Yeti, e mesmo que conceituais, podem ser verdadeiras considerando a proximidade com o visual das patentes registradas pela Google anos atrás. Aqui vamos debater os boatos, e analizar aquilo que for mais próximo de realmente acontecer.

 

 

O Google Yeti será exclusivo para jogos em streaming.

Não que ele não seja projetado para jogos em poderosos servidores na núvem compensando seu modesto hardware barato, mas acho que a parada não vai ser só focada nisso. Motivos para tal? Olha só a biblioteca enorme de jogos da Google Play! Esse mercado é milionário e cresce ano após ano, já tento uma user base bem formada. 

 

Emulação vai ser possível

Se rodar Android é quase impossível de segurar a emulação no aparelho, e isso seria realmente um ponto positivo. É só ver a Google Play para notar milhares de emuladores, e em caso de ser possível instalar de fontes desconhecidas, ainda tem a opção do RetroArch. 

SEGA e Ubisoft estão ajudando o projeto

Muito saudosista da antiga gigante japonesa ficou animado com esse boato, mas de fato nada indica que SEGA e Ubisoft estão participando ativamente do projeto. Sim, ambas tem uma relação íntima com o Google, que pode ser vista já no Android e na distribuição dos jogos de ambas empresas, mas apesar do boato ser animador, não tem cara de ser diferente disso.

 

O Google já não tinha tentado isso?

Tudo indica que sim, e que em 2017 eles estiveram a ponto de lançar algo. Na época a Sony lançou um aparelho similar, e existiam outros agentes no mercado como o OUYA e o Nvidea Shield. Pode ser que o Google tenha entendido que o momento não era próprio, e se for o caso eles acertaram uma vez que todas as outras apostas naufragou meses depois. Praticamente toda empresa tentou morder esse mercado de micro-consoles, mas ninguém fez nada que preste. 

Imagem da patente do controle do Google, muito parecido com o controle vazado

Vai funcionar bem com outros streamings

Nem a melhor das smartTV's tem um hardware bacane pra rodar 100% da Netflix, e isso fica ainda mais complicado quando comparamos as concorrêntes como Amazon Prime, Fox, Globo Play e Youtube Premium. Mesmo quem tenha uma máquina potente como um PS4 Pro não vai ter a possibilidade de assistir essas opções de streaming por falta de app's oficiais. O Yeti promete rodar Android, e ele vai rodar tudo isso nativamente e em full HD (talvez até em 4K). O mesmo vale para aplicativos de IP TV como o Kodi ou ainda o PopcornTime. 

 

Vem pra substituir o Chromecast

Acho improvável, o Chromecast é barato e acessível para um público consumidor enorme. Acho que o Yeti vai vestir a carapuça de videogame\plataforma de entretenimento, bem parecido com o que a Microsoft tenta fazer com o Xbox. 

 

Vai competir com o Playstation 4 e Xbox One?

Talvez.

Os mais conservadores já batem o martelo dizendo que não, mas a ideia de usar servidores na núvem para processar os jogos, pode abrir a possibilidade de jogos atuais em aparelhos modestos. Isso exigiria uma assinatura e uma conexão parruda, mas é a tendência do mercado. 

Mesmo que não queria tomar conta desse mercado, ainda sim existe demanda para um videogame que faça streaming, emulação e joguinhos casuais.

 

 

Quando vamos saber o que é verdade?

Dia 19 de Março o Google tem uma apresentação em um tradicional evento do mercado de games, é aí que todos estão apostando. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também