(67) 99826-0686
entregas
COLUNA

Top Play

Games, geeks, diversão e muito mais

High Score Girl – Romance e Fliperamas na Netflix

Animação japonesa resgata a "Era dos Fliperamas" em uma história de romance adolescente

2 JAN 2019
Heavy Metal
07h45min

 

Anos 90.


Você pode ser novo o bastante para não saber, mas os consoles domésticos e computadores não conseguiam rodar gráficos maneiros de jogos, não como os Arcades (ou Fliperamas) faziam. E haviam lojas onde várias dessas máquinas se amontoavam e papavam suas moedas em clássicos como Street Fighter 2, Final Fight e Mortal Kombat.


Todos esse modelo de negócio criou uma subcultura que hoje está em boa parte já anexa à cultura gamer, muitos dos termos e técnicas que você usa no seu joguinho de Android ou no seu Playstation 4 nasceram ali. 
E é nesse cenário tão rico e quase esquecido que o autor Rensuke Oshikiri foca sua trama de romance adolescente, com aquele triângulo amoroso típico dos animes do gênero, mas com jogos eletrônicos como background.


Nascido como mangá em 2010, High Score Girl se tornou anime no fim de 2018 e foi trazido pela Netflix dia 24 de Dezembro do ano passado, e conta a história de Haruo Yaguchi, um jovem pouco brilhante na escola, mas que domina os fliperamas da cidade. Tudo muda quando sua seqüência de vitórias no Street Fighter 2 é interrompida por uma menina de sua escola que usa Zangief contra seu Guile apelão. Sim, isso só faz sentido para quem tem alguma familiaridade com essa cultura, mas a narrativa mostra a calada Akira Ono destruindo seu colega de escola com o gigante russo de forma humilhante.


A série continua depois de um hiato temporal com a mudança de Ono para os USA, e a aparição de Koharu Hidaka, o segundo interesse romântico do protagonista que chega para acirrar esse triângulo amoroso.
Nesse ponto você pode estar se perguntando por que diabos alguém assistiria um drama adolescente, mas esse tipo de situação gera entretenimento de primeira nos animes, e o filé da história é o envolvimento do protagonista com os jogos de videogame, e toda cultura que orbita esse meio. Para os mais fanáticos, vai ser possível ver raridades como o PC Engine\Turbo Grafx-16 e antigas máquinas da Capcom.

A subcultura dos Arcades aparece em todas as facetas, como por exemplo no preconceito que professores e pais tinham das lojas de fliperama, e de como era “estranho” uma menina se envolver com o mundo dos jogos.
A primeira temporada está completa na Netflix, e conta com 12 episódios dublados no Português do Brasil, na qualidade que só nossa dublagem é capaz de fazer. Recomendado para todos os fãs de animação japonesa, e para quem viveu de alguma forma essa época dos fliperamas.

Veja também