TJMS
(67) 99826-0686
COLUNA

Tema Livre

Mentinho x Macron, por Eduardo Bottura

Quem é o mícron?

25 AGO 2019
Eduardo Bottura*
08h38min

Agora se partiu para o ataque ao Macron e à França, incentivados pelo próprio Ricardo Salles, que ainda disse que os agricultores franceses são ineficientes.

A atitude de um governo construtor, seria utilizar a fala do Mácron como uma bandeira para recolher fundos pelo mundo todo. Dizer: sim, já que é patrimônio nosso com efeitos no mundo todo se não mantido como vocês querem, precisamos de tanto de dinheiro a ser pago por vocês, inclusive para compensar nossas renúncias de receitas pela exploração econômica daquela área.

Ademais, mesmo para atacar, devemos não falar besteira.

A agricultura francesa é uma das mais eficientes do mundo.

Eles ganham por pé de uva mais que os brasileiros ganham por alqueire de cana.

Regiões da França como Bordeaux, eram produtoras de vinhos sem marca vendidos para ingleses, com a marca dos intermediários e não dos produtores (igual no Brasil desde sua descoberta e até hoje).

Pela eficiência dos franceses em administrar o campo, eles construíram marcas, história, selos e valor agregado.

Por exemplo, Napoleao III reuniu especialistas do mercado financeiro para avaliarem todos os produtores de vinho de Bordeaux, para criar critérios objetivos de classificação e profissionalizar o negócio.

Isso é gestão do agrobusiness: buscar valor agregado!

Eficiência no campo não se mede por quantidade de produção por alqueire, mas por valor econômico produzido por alqueire.

Produzir muito e ganhar pouco, somente desgasta o meio ambiente, em especial por todo o custo ambiental de transportar por caminhões, trens e navios produções com baixo valor agregado até o consumidor final.

* Eduardo Bottura é o primeiro engenheiro de produção agroindustrial reconhecido pelo CREA

Veja também