Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
COLUNA

Tema Livre

Tema Livre

MS: um novo salto de desenvolvimento

Aos 42 anos, nosso estado está pronto para um novo e definitivo salto de modernização

11 outubro 2019 - 17h16

A história de Mato Grosso do Sul não é uma linha reta. Ela vem sendo escrita, no curso do tempo, por diferentes protagonistas, por meio de um caminho sinuoso, árduo, difícil, repleto de incertezas e, justamente por isso, tem exigido de cada um de nós, que temos responsabilidade pública, uma profunda revisão de conceitos e atitudes.

Nem todos percebem que estamos mudando o modelo de estado e a própria orientação do processo de desenvolvimento, em um ambiente crítico de crise e insuficiências de toda ordem. Isso exige sacrifício e convicção para fazer o que precisa ser feito: pensar primeiro no estado como um todo.

Daí a necessidade e a busca pela formação de uma nova consciência sobre os limites dos governos e suas atribuições, valorizando um estado mais leve, eficiente, menos oneroso e focado no desenvolvimento econômico e no equilíbrio social.

Esse esforço demonstra que as mudanças de atitude nos padrões de gestão, produção e trabalho estão trazendo reflexos imediatos para a evolução de Mato Grosso do Sul e contribuindo na construção de um legado de conquistas, avanços e oportunidades para todos.

Em meio à maior e mais longa recessão da história, que continua comprometendo a governabilidade de estados, municípios e do próprio Governo Federal, Mato Grosso do Sul cresce e demonstra suas potencialidades.

Aos 42 anos, nosso estado está pronto para um novo e definitivo salto de modernização, justamente porque fez sua parte e andou à frente fazendo reformas essenciais e adotando medidas austeras, mas necessárias para equilibrar receita e despesa.

Por causa disso, estamos colhendo resultados satisfatórios no presente e, possivelmente, definidores do papel que ocuparemos na história: de um governo que deixou um legado de avanços, cujas somas e sínteses ajudaram a consolidar o desenvolvimento econômico e social para as próximas gerações.

Em todas as áreas, projetos inovadores criam essa perspectiva otimista para o futuro. Isso explica o enorme investimento em educação para o fortalecimento da formação intelectual dos alunos e a evolução progressiva do nosso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

O resultado de uma gestão nota dez em transparência nos condiciona a um novo panorama. Somos uma gestão altamente competitiva, figurando entre os dois estados brasileiros que mais evoluíram nas áreas de Segurança Pública, Infraestrutura e Sustentabilidade Social, nos últimos quatro anos.

E se a taxa de desemprego nacional atinge níveis históricos, comemoramos a geração de mais de 17 mil empregos (de janeiro a agosto), com a abertura de mais de 5,4 mil empresas somente neste ano. Assim, estamos avançando, nos modernizando e estabelecendo bases para a geração de renda.

Iniciativas com a dimensão da Rota Bioceânica também demostram a importância estratégica de MS no processo de modernização do Brasil, além de reforçar nosso interesse em avançar em pautas cruciais relacionadas à logística, integração e competitividade, quando ligarmos nossa região ao Oceano Pacífico.

Por fim, na base de tudo, está a responsabilidade de uma gestão que teve coragem de enfrentar problemas estruturais e vem fazendo reformas modernizadoras para o desenvolvimento regional, abrangendo questões como urbanização, infraestrutura, políticas de inclusão social, proteção ambiental e outros pontos convergentes de crescimento. Tudo isso para fazer do nosso estado, motivo de orgulho para todos os sul-mato-grossenses.

 

*Secretário de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul.